Review – Cardfight!! Vanguard (Anime)

Vanguard // Review 04/06/2015 // 1
Cardfight!! Vanguard

Que a industria da animação japonesa sempre foi fortemente usada como meio de propaganda para algum produto não é nenhuma novidade. Não seria exagero dizer que a imensa maioria dos animes já são lançados tendo em mente possíveis produtos que podem sair deles, como bonequinhos, acessórios, figures, etc. Mas existe uma pequena diferença entre lançar produtos de uma obra já em curso e criar uma obra especificamente para promover um certo produto. Cardfight!! Vanguard, anime produzido pelo estúdio TMS Entertainment e com direção supervisionada de Hatsuki Tsuji, se encaixaria no segundo caso. Indo ao ar em janeiro de 2011, o anime serviria de propaganda para o jogo de cartas de mesmo nome, produzido pela empresa Bushiroad, que seria lançado no mês seguinte. Sem dúvida foi uma enorme aposta. Diferentemente dos desenhos americanos, onde primeiro se fazia o produto e depois se pensava em uma animação para encaixar os mesmos, aqui o produto que desejavam propagandear ainda não existia. Mas diferentemente de outras animações japonesas, nas quais primeiros se deixava a obra ganhar alguma notoriedade para então se lançar algum produto relacionado, aqui já se tinha clara a ideia de que este anime deveria ser uma propaganda para o jogo de cartas. Certamente foi difícil criar um roteiro dentro destas condições. E qual foi o resultado desta aposta? Um sucesso estrondoso.

O anime conta a história de Sendou Aichi, estudante que entra em contato com o jogo de cartas Cardfight!! Vanguard, que vinha se tornando progressivamente popular. Introvertido, o jogo lhe fornece a perfeita oportunidade para começar a interagir com novas pessoas e fazer novas amizades, o que faz com que o jovem sinta cada vez mais desejo de progredir no jogo. Mas estas cartas escondem um poder muito além da sua compreensão, que pode até mesmo trazer a completa destruição deste mundo. Em si, uma sinopse bastante comum para animações do gênero, mas o sucesso do anime certamente é fora do comum. O primeiro arco do anime, “Cardfight Vanguard” teve um total de 65 episódios. O segundo, “Cardfight Vanguard: Asia Circuit” foi ao ar em 2012, praticamente sem qualquer hiato, contando com 39 episódios. O terceiro arco foi intitulado “Cardfight Vanguard: Link Joker”, indo ao ar com 2013 e contando com 59 episódios. Finalmente, o quarto e último arco, “Cardfight Vanguard: Legion Mate”, foi ao ar em 2014, trazendo mais 33 episódios. Um total espantoso de 196 episódios, mais um filme que se passa após os eventos do último episódio, intitulado “Cardfight!! Vanguard: Neon Messia”. Isso sem contar uma série de filmes, anime e mangás spin-offs. Nada mal para uma enorme propaganda, em? (rs). Infelizmente, falar mais do que isso irá exigir spoilers, então já deixo aqui meu aviso para parar a leitura caso se incomode com isto. Num geral, eu considero Cardfight!! Vanguard um anime bastante divertido de se ver e definitivamente recomendo, apesar de saber que o tamanho pode desencorajar muita gente. No mais, spoilers abaixo, sigam por sua conta e risco (rs).

Continuar lendo