O quão viável é uma revista sobre anime hoje?

Parte integrante da cultura otaku japonesa, no Brasil também já tivemos nossas revistas sobre anime e mangá. Mas seria possível elas voltarem um dia?

Quem viveu entre meados dos anos 1990 e meados dos anos 2000 pode presenciar o surgimento, boom e eventual declínio das revistas de anime. Tal como animes na televisão aberta, tazos de Yu-Gi-Oh! nos salgadinhos da Elma Chips e bonecos falsificados dos personagens de Dragon Ball Z, hoje essas revistas são lembradas com um misto de nostalgia e melancolia. Fizeram parte da infância e adolescência de muitos, sim, mas seu declínio é também um triste lembrete do declínio dos animes de forma geral aqui no Brasil. O ano de 2017, porém, viu até o momento deste artigo pelo menos duas iniciativas no mínimo inusitadas. De um lado, a revista Animax está para ganhar uma edição comemorativa especial, que poderá ser adquirida tanto em formato digital como em formato físico, ao passo que, do outro lado, temos o retorno da revista Ultra Jovem, em formato impresso. E ainda que pontuais, acho que esses dois eventos levantam uma questão que vale a pena ser discutida: o quão viável é uma revista sobre anime e mangá nos dias atuais?

Não podemos negar: o mundo hoje é um lugar muito diferente do que era algumas décadas atrás. Sobretudo o avanço da internet mudou bastante a forma como consumimos conteúdo, e também o tipo de conteúdo pelo qual estamos dispostos a pagar. Sites de notícias sobre anime e mangá já existem às dezenas, mais até se você souber outra língua para além do português, e há poucas informações mais gerais que não podem ser encontradas com apenas alguns minutos na Wikipédia. Nem mesmo os jornais, com sua periodicidades diária, conseguem competir com o ritmo frenético da internet, que chance então possuem as revistas de variedades ou de notícias? Por conta disso, quando surge o debate sobre revistas de anime e mangá há sempre aquele que faz uma pergunta talvez até mais pertinente que a do parágrafo anterior: como você justifica uma publicação do tipo?

Continuar lendo

Anúncios