História – Ontem e Hoje: Anime e Mangá em Solo Brasileiro (Parte 2 – Mangás)

Kozure Ookami // História 22/12/2014 // 1
“Lone Wolf and Club” (“Lobo Solitário” no Brasil) seria o primeiro mangá publicado no Brasil, em 1988.

Após a primeira parte desta pequena série de artigos, onde tratei de fazer um breve panorama de como surgiu, se popularizou e se extinguiu o anime no Brasil, nesta segunda parte mudamos um pouco de mídia, passando das televisões e do cinema para as histórias em quadrinhos e as revistas. Assim, nesta postagem farei um panorama geral dos mangás em solo brasileiro, como surgiram, quais editoras foram as principais responsáveis por trazê-los, quais influências tiveram no Brasil e, é claro, como está a indústria atualmente. Além disso, também farei algumas poucas considerações sobre um dos grandes meios de divulgação dos animes e mangás: as revistas, sobretudo as poucas revistas especializadas em anime e mangá que chegaram a ser publicadas em solo brasileiro, além de breves considerações também sobre o mercado de light novels no Brasil, que já contou com alguns poucos experimentos no passado, mas que recentemente parece estar sendo reavivado aos pouquinhos, sobretudo graças à editora New Pop.

Entretanto, para esta parte cabe a exata mesma ressalva metodológica que dei para a primeira: por conta de diversos fatores, dentre os quais a própria existência (ou inexistência) de fontes, esta postagem se centra sobretudo neste conhecido eixo Rio-São Paulo. Não espero, portanto, que seja uma postagem capaz de abranger a todo o território nacional, e nem o leitor deve esperar. Certamente muita coisa ficará de fora. Isto dito, fica então o convite ao leitor postar, nos comentários, a sua própria experiencia e o seu próprio conhecimento, apontando onde minhas considerações talvez não sejam válidas para a sua região, ou complementando o que foi dito aqui com informações que talvez possua.

Continuar lendo