Anime Clips – Alguns dos Videoclipes das Aberturas da Temporada (Primavera / 2018)

Conforme os animes da temporada de primaveram vão lentamente se aproximando da sua metade, vamos então para uma seção de Anime Clips :D Para quem talvez ainda não saiba, muitas das músicas de abertura dos animes possuem videoclipes próprios, e muitos desses videoclipes estão disponibilizados gratuita e legalmente no youtube, através dos canais dos próprios artistas, produtoras ou distribuidoras. Este quadro é uma pequena compilação desses videoclipes, trazendo sempre cinco referentes às músicas de abertura de alguns dos animes da temporada mais um bônus, referente à abertura de algum anime já finalizado.

Como de costume, é bom lembrar que esse quadro não é um endosso dos animes que usam dessas músicas como temas de abertura, mesmo porque em alguns casos eu nem assisti o anime. E para este artigo eu vou ter de dar um aviso adicional, que se refere às versões “short”: normalmente elas são a versão TV Size, de cerca de um minuto e meio, mas todas as três selecionadas aqui ultrapassam um pouco o tempo da abertura com a qual fazem par (uma delas tem freaking 4 minutos!). Ainda assim, elas são versões incompletas, e justamente por isso não as coloquei como Full. E dados todos os avisos, vamos então às músicas /o/

Continuar lendo

Retrospectiva 2017: O Melhor de um Ano que se Vai.

No começo de 2017 eu lancei duas listas dando a minha opinião sobre alguns dos títulos de 2016 que eu acompanhei, entre populares e ignorados, e eu planejava fazer disso um pequeno evento anual aqui no blog. Mas 2017 foi um ano… esquisito. Diferente de praticamente todo o restante dessa década, nesse ano nós não realmente tivemos algum grande hit imensamente popular, e mesmo aqueles animes que de fato ganharam fama parecem ter ganhado apenas em círculos bem particulares. Você não pode apontar para o anime mais popular de 2017 da mesma forma que você podia apontar para títulos como Boku Dake ga Inai MachiRe:ZeroYuri!! on Ice (sem esquecer Kimi no Na Wa) em 2016. Adicione a isso que muitos desses títulos populares-dentro-do-nicho eu não assisti – como Kemono Friends ou Eromanga-sensei – e eu meio que não tinha muito como seguir com a mesma fórmula de 2016.

Minha ideia posterior foi então fazer apenas a segunda lista, ainda que um pouco maior: 10 títulos relativamente ignorados que eu achei que mereciam maior notoriedade. Mas mesmo isso se provou um pouco difícil, não só em termos de escolher 10 animes do tipo, como também em termos de onde traçar a linha entre pouco conhecido e ignorado – como eu disse, 2017 foi um ano estranho. Mas diante desses problemas, que tal então algo diferente? Uma lista, ainda, sim, mas ao invés de 5 ou 10 entradas temos aqui alguns daqueles que se provaram os meus animes favoritos de 2017, separados de acordo com algumas categorias que o leitor logo verá por si mesmo, e incluindo ai uma que não normalmente vemos nesse tipo de texto, mas que eu acho mais do que válida.

Isso vai ser um artigo bem longo, obviamente, mas ei, um evento do tipo é só uma vez ao ano, afinal [rs]. Então peguem ai uma xícara de café (ou chá… ou leite… ou água, sei lá), sentem-se de maneira confortável e vamos aproveitar o brindar de um novo ano para lembrar o que aquele que passou nos trouxe: do bom e do não tão bom assim. Obviamente, tudo aqui nesse texto é apenas a minha opinião pessoal, e com isso dito vamos então à essa singela retrospectiva de 2017.

Continuar lendo