Review – Ansatsu Kyoushitsu (Manga)

Ansatsu Kyoshitsu
Capas dos volumes 1, 2 e 3

Então, aqui a premissa da história. Tudo começa quando 70% da Lua é destruído em uma explosão. Na Terra, uma criatura que mais parece um polvo antropomórfico de pele amarela assume a responsabilidade pelo desastre, e ainda diz que fará o exato mesmo com o planeta azul dali exatamente um ano. Tomando assim o mundo todo como refém, ele faz então uma exigência: ele gostaria de ser o professor de uma certa turma de alunos, e diz que, enquanto exercer a profissão, seus alunos ainda estariam livres para tentar assassiná-lo. Não querendo perder a chance de manter essa criatura em um lugar só, o governo japonês concorda, e é assim que a turma 3-E do colégio Kunigigaoka recebe seu mais novo professor, um capaz de se mover à uma velocidade 20 vezes mais rápida do que a do som, desviando de uma saraiva de balas enquanto ainda faz a chamada. Os alunos o apelidam de Koro-sensei, um trocadilho com as palavras sensei, “professor”, e korosenai, “impossível de matar”, e logo ele se provará o melhor professor que essa turma já teve.

Se tudo isso lhe pareceu um tremendo absurdo, você não está sozinho. Chamar a premissa de Ansatsu Kyoushitsu de “inusitada” ainda não lhe faria justiça. Mais conhecido no ocidente pelo título Assassination Classroom, o mangá é de autoria de Yusei Matsui, e foi originalmente seriado na revista Shounen JUMP entre 2012 e 2016, resultando em um total de 21 volumes além de uma adaptação para anime em duas temporadas, a primeira em 2015 e a segunda em 2016. Sucesso de público e de vendas, Ansatsu Kyoushitsu é certamente um ótimo mangá, que começa como uma excelente comédia e termina como uma montanha russa de emoções incrivelmente satisfatória, além de ainda trazer algumas temáticas bastante dignas de discussão. No Brasil, o mangá foi publicado na íntegra pela editora Panini, começando em 2014 e finalizando em 2017. Quem ainda não leu, fica aqui a minha recomendação, inclusive porque a review terá spoilers. E para os que ficaram, vamos então falar um pouco sobre esse mangá. Continuar lendo

Uma Breve Análise – Ansatsu Kyoushitsu: A Função do Professor

Ansatsu Kyoshitsu // Análise 10/07/2016 1
Ansatsu Kyoushitsu

(Esta análise foi originalmente publicada na página do blog no facebook)

Dizer que a premissa de Ansatsu Kyoushitsu, anime de 2015 do estúdio Lerche e baseado no mangá de mesmo nome, é “estranha” seria ainda um eufemismo. Em fato, não seria surpresa se esse anime estivesse em alguma lista dos animes mais estranhos dos últimos anos.

Temos uma criatura não identificada, que mais parece um enorme polvo amarelo, servindo como professor para uma turma de alunos problemáticos do colégio Kunijigaoka. Em adição, o dito professor afirma que irá destruir a Terra em exatamente um ano, e seus alunos receberam então do governo japonês a missão de tentar matar ao seu professor, assim salvando a humanidade.

Obviamente, a tarefa não é fácil. Koro-sensei, como a criatura é chamada pelos alunos, é incrivelmente rápido: viajando a 20 vezes a velocidade do som ele pode literalmente desviar de uma saraivada de balas. Além disso, ele possui um enorme poder de regeneração. E é, finalmente, o melhor professor que essa turma já teve.

Continuar lendo

Lista – 5 Obras em Andamento que Valem a Pena Conferir

Evillious Chronicles // Lista 17/08/2015 // 1

Para mim, possivelmente a parte mais importante de uma obra é o seu final. Como eu bem disse no meu texto “A Importância do Final“, o final é o momento de síntese, onde tudo o que veio antes é colocado em uma balança. O que foi bem aproveitado, o que foi abandonado, o que foi explicado, os furos de roteiro que ficaram, o desenvolvimento dos personagens… Com a conclusão de uma obra somos verdadeiramente capazes de medir todos estes diferentes elementos e dizer, efetivamente, se a obra cumpre ou não com a própria proposta. Justamente por isso, eu tento manter, neste blog, uma política de completude: eu tento resenhar apenas obras finalizadas. E isso exclui bastante coisa da conta. Obras ainda em lançamento, obras que tem uma próxima temporada anunciada, obras que terminaram de forma inconclusiva e que talvez ganhem uma continuação, tudo isso eu acabo deixando de mencionar aqui, basicamente por não me achar capaz de resenhar uma obra sem ter o seu efetivo final. Isso dito, tem algumas poucas obras que eu acompanho e que, por conta da sua qualidade, eu realmente gostaria de dar algumas palavras a respeito delas.

Então vamos lá: para esta postagem, eu selecionei cinco obras ainda em andamento que eu estou acompanhando no momento. Mas não foi uma seleção aleatória! Em primeiro lugar, nada de animes da temporada. Estas são obras normalmente curtas (12 a 24 episódios), com muitos já para além da metade. Se ao final algum deles se destacar, tentarei fazer uma review do anime inteiro, ao invés de resenhar meia duzia de episódios agora. Não, eu decidi escolher obras que já estão em andamento há algum tempo, mas que, ainda assim, não mostram sinais de estarem para acabar (convenhamos, esta seria uma lista bem inútil se em dois meses tudo nela já tivesse acabado, né? rs). Além disso, eu decidi não me limitar a mídias. Não são cinco animes que valem a pena conferir, ou cinco mangás. São cinco obras, ponto. E é claro, essa lista foi feita em grande medida tendo por base a minha experiência pessoal. As coisas que assisti e assisto, as coisas que gosto… Em fato, justamente por isso este post não é um top. Não quero de forma nenhuma insinuar que estas cinco obras são melhores ou piores do que outras. São só cinco obras que eu gosto, que estão em lançamento e das quais eu estava a fim de falar um pouco. E se o leitor achar que vale a pena mencionar esta ou aquela obra, deixe sua contribuição nos comentários. Isso dito, vamos às obras:

Continuar lendo