Uma Rápida Review – Bakemono no Ko

Texto originalmente publicado na página do blog no facebook, em 19/03/17

Então… Filmes do Mamoru Hosoda tendem a ser bastante “hit or miss” pra mim. Eu amo Summer Wars, mas acho The Girl Who Lept Through Time legitimamente ruim. E correndo o risco de ser apedrejado [rsrs] eu vou dizer que não acho Wolf’s Children tudo o que falam não. Adicione a esse histórico o fato de que a maior parte das pessoas que falam de Bakemono no Ko tendem a dizer que ele é o pior filme do Hosoda, e eu estava com várias ressalvas sobre assisti-lo.

Mas, honestamente, eu gostei. Tipo, MUITO. Talvez seja o meu favorito do Hosoda, ou no mínimo um empate com Summer Wars. Pra um filme do qual eu não dava nada, foi uma ótima surpresa, embora pra ser bem sincero não me dá muito o que falar. Isso porque o filme é meio o que você já poderia esperar. A sinopse é a história de um garoto, Ren, que foge de casa após a morte da mãe. Ele é então encontrado por Kumatetsu, um Bakemono (monstro) de atitude ruim que toma o garoto para si como discípulo. Isso porque Kumatetsu quer competir para ser o próximo Grão-Mestre de sua região, e para tanto o Grão-Mestre atual disse que ele só poderia fazê-lo se tivesse ao menos um discípulo.

Continuar lendo

Uma Rápida Review – Sarusuberi: Miss Hokusai

Review originalmente publicada na página do blog no facebook, em 05/03/2017

[Nota: há também no blog uma review mais aprofundada do filme]


O lado negativo de fazer essas pequenas reviews semanais está em, de quando em vez, topar com algum anime que você simplesmente não consegue gostar. O lado positivo, porém, está no exato oposto: aqueles poucos casos onde você encontra algo genuinamente especial.

Miss Hokusai é um ÓTIMO filme. Se passando no Japão do período Edo, a história se centra em Oei, filha do artista Hokusai. Se o nome não lhes parece familiar, Hokusai é muitas vezes apontado como o primeiro artista a usar o termo “manga” para descrever algumas de suas artes, e há quem argumente que é daí que vem o termo como o conhecemos hoje (é mais complicado que isso, mas eu literalmente tenho um artigo só sobre a história dos mangás, então se quiserem saber mais leiam lá).

Continuar lendo

Uma Rápida Review – Kokoro ga Sakebitagatterunda

Review originalmente publicada na página do blog no facebook, em 29/01/2017

Quando criança, Naruse vê o pai saindo de um “palácio” (em fato, um motel) com outra mulher. Ingênua, ela comenta isso com a mãe. Os pais se divorciam, e quando ela tenta entender o porquê o pai é o mais explícito: porque ela é uma tagarela. Chorando, eis então que aparece para ela um ovo vestido de príncipe, e coloca um zíper em sua boca: uma maldição que a impede de falar.

A premissa é idiota? É, não vou discutir. Mas eu vou dizer que o trailer totalmente conseguiu me vender o filme, e assim eu decidi assisti-lo para a review da semana. E olha, que filme gostosinho de se assistir. Mesmo batendo as duas horas, seu pacing nunca o torna chato ou entediante, fluindo de forma que a coisa toda passa bem rápida.

Continuar lendo

Review – Sarusuberi: Miss Hokusai (Anime)

Sarusuberi: Miss Hokusai

Sarusuberi: Miss Hokusai é um caso no mínimo curioso em termos de adaptação. Produzido pelo estúdio Production I.G., com direção de Keiichi Hara e lançado em 2015, o filme adapta ao mangá Sarusuberi, escrito e ilustrado por Hinako Sugiura. O curioso aqui está no fato de Sarusuberi, o mangá, foi lançado na revista semanal Manga Sunday, entre 1983 e 1987, com quase 30 anos separando-o de sua adaptação. Já um pouco menos surpreendente, mas ainda interessante de apontar, é o fato de que aparentemente o filme fez algumas mudanças em relação à obra original. O traço é a mais óbvia, com o mangá buscando um traço mais próximo àquele do japão do período onde se passa a história – o período Edo -, enquanto que os traços do filme são claramente mais modernos. Mas saindo da estética e entrando na história, parece que o filme introduz algumas cenas próprias, além de dar uma maior atenção a personagens que, no mangá, são bem mais secundários. O essencial, porém, foi mantido, e a premissa de ambos se mantém a mesma.

A história é focada no dia a dia de O-Ei, artista e filha de Katsushika Hokusai. Ambos são figuras históricas reais, com Hokusai (1760 – 1849) muitas vezes sendo apontado como o primeiro a usar do termo “mangá” para descrever o seu trabalho, em particular a sua série de pinturas Hokusai Manga. Claro, até que ponto podemos considerá-lo “biográfico” é algo que irei discutir mais adiante, mas é bom ter em mente que orbas desse tipo não devem ser de cara entendidas como um perfeito retrato do passado (ou das pessoas) que representam. E é importante salientar que aqui não há exatamente uma trama propriamente dita, com o filme assumindo um formato muito mais de slice of life, mostrando alguns momentos na vida de O-Ei. Isso em si mesmo pode afastar muitas pessoas, sobretudo aqueles que procurem uma estrutura narrativa mais convencional. Mas ainda recomendaria que dessem uma conferida no filme. É uma obra excelente, que se utiliza muito bem de seu tempo. Além disso, a partir daqui o texto terá spoilers, então considere esse o seu aviso.

Continuar lendo

[Vídeo] Uma Breve Análise – One Punch Man

Mais um vídeo no canal do É Só Um Desenho, desta vez passando pra vídeo a análise de One Punch Man. Assista ai o vídeo, se gostar não deixe de curtir e compartilhar, e se inscrevam no canal para não perderem os próximos o/

Uma Breve Análise – One Punch Man: O Esforço Invisível.

One Punch Man
One Punch Man

(Esta análise foi originalmente publicada na página do blog no facebook)

One Punch Man é possivelmente um dos animes mais populares dos últimos anos. Recebido praticamente como um clássico instantâneo, dada a popularidade do mangá, a adaptação para anime em 2015 certamente não deixou a desejar.

Com a premissa de um herói tão poderoso que vence a qualquer inimigo com apenas um soco, One Punch Man é uma divertida sátira de diversos clichês típicos dos shounens de batalha e das histórias de heróis num geral.

Mas sob a veste de uma sátira, One Punch Man traz consigo uma temática que, ainda que provavelmente a maioria já tenha notado, eu acredito que vale a pena comentar. Antes, porém, um aviso: spoilers menores à frente, então só continue lendo se você tiver assistido o anime ou não se importa com pequenas revelações do roteiro.

Continuar lendo

Uma Breve Análise – Ansatsu Kyoushitsu: A Função do Professor

Ansatsu Kyoushitsu
Ansatsu Kyoushitsu

(Esta análise foi originalmente publicada na página do blog no facebook)

Dizer que a premissa de Ansatsu Kyoushitsu, anime de 2015 do estúdio Lerche e baseado no mangá de mesmo nome, é “estranha” seria ainda um eufemismo. Em fato, não seria surpresa se esse anime estivesse em alguma lista dos animes mais estranhos dos últimos anos.

Temos uma criatura não identificada, que mais parece um enorme polvo amarelo, servindo como professor para uma turma de alunos problemáticos do colégio Kunijigaoka. Em adição, o dito professor afirma que irá destruir a Terra em exatamente um ano, e seus alunos receberam então do governo japonês a missão de tentar matar ao seu professor, assim salvando a humanidade.

Obviamente, a tarefa não é fácil. Koro-sensei, como a criatura é chamada pelos alunos, é incrivelmente rápido: viajando a 20 vezes a velocidade do som ele pode literalmente desviar de uma saraivada de balas. Além disso, ele possui um enorme poder de regeneração. E é, finalmente, o melhor professor que essa turma já teve.

Continuar lendo