Lista – 10 Musicas de Vocaloid que Valem a Pena Ouvir (Parte 5)

Bom… faz tempo que eu não faço uma lista dessas (a última foi, tipo, setembro de 2016 O_O). É, eu fiz algumas listas de vocaloids nesse meio tempo (duas, pra ser mais preciso…), mas esse quadro em específico anda bastante abandonado. Oh bem, hora de remediar isso /o/ Pois é, de volta estou com mais dez músicas de vocaloid para comentar. Se você não viu as partes anteriores, todas podem ser encontradas na aba “Listas“. Não que seja necessário ver as listas anteriores, é óbvio, mas para quem quiser mais, elas estão ali.

Como sempre, eu deixo aqui os avisos usuais. Primeiro: trata-se de uma lista, não de um top. As dez músicas aqui listas de forma alguma são as “melhores” em qualquer categoria, mas sim apenas dez músicas que eu pessoalmente gosto. Muitas delas estão disponíveis nos canais no YouTube de seus criadores, então não deixem de clicar nos links para dar algumas visualizações a eles. Finalmente, todas as citações aqui apresentadas são traduções minhas da tradução para o inglês das músicas, tal como consta na Vocaloid Lyrics Wiki

Mas antes de passar para a lista, um comentário temático. Vejam, olhando para as listas passadas, eu quase sempre enfatizei músicas que trouxessem alguma reflexão ou que contassem alguma história. Nesta lista, porém, eu quero expor um pouco o lado mais… “upbeat” dos vocaloids. Se estiver tendo um mal dia, aqui algumas músicas que talvez alegrem um pouquinho (ou não…). Coloquem os fones de ouvido, sentem-se confortavelmente na cadeira e vamos com isso. Aqui estão dez músicas de vocaloid que valem a pena ouvir: wholesome edition.

Continuar lendo

Anúncios

Retrospectiva 2017: O Melhor de um Ano que se Vai.

No começo de 2017 eu lancei duas listas dando a minha opinião sobre alguns dos títulos de 2016 que eu acompanhei, entre populares e ignorados, e eu planejava fazer disso um pequeno evento anual aqui no blog. Mas 2017 foi um ano… esquisito. Diferente de praticamente todo o restante dessa década, nesse ano nós não realmente tivemos algum grande hit imensamente popular, e mesmo aqueles animes que de fato ganharam fama parecem ter ganhado apenas em círculos bem particulares. Você não pode apontar para o anime mais popular de 2017 da mesma forma que você podia apontar para títulos como Boku Dake ga Inai MachiRe:ZeroYuri!! on Ice (sem esquecer Kimi no Na Wa) em 2016. Adicione a isso que muitos desses títulos populares-dentro-do-nicho eu não assisti – como Kemono Friends ou Eromanga-sensei – e eu meio que não tinha muito como seguir com a mesma fórmula de 2016.

Minha ideia posterior foi então fazer apenas a segunda lista, ainda que um pouco maior: 10 títulos relativamente ignorados que eu achei que mereciam maior notoriedade. Mas mesmo isso se provou um pouco difícil, não só em termos de escolher 10 animes do tipo, como também em termos de onde traçar a linha entre pouco conhecido e ignorado – como eu disse, 2017 foi um ano estranho. Mas diante desses problemas, que tal então algo diferente? Uma lista, ainda, sim, mas ao invés de 5 ou 10 entradas temos aqui alguns daqueles que se provaram os meus animes favoritos de 2017, separados de acordo com algumas categorias que o leitor logo verá por si mesmo, e incluindo ai uma que não normalmente vemos nesse tipo de texto, mas que eu acho mais do que válida.

Isso vai ser um artigo bem longo, obviamente, mas ei, um evento do tipo é só uma vez ao ano, afinal [rs]. Então peguem ai uma xícara de café (ou chá… ou leite… ou água, sei lá), sentem-se de maneira confortável e vamos aproveitar o brindar de um novo ano para lembrar o que aquele que passou nos trouxe: do bom e do não tão bom assim. Obviamente, tudo aqui nesse texto é apenas a minha opinião pessoal, e com isso dito vamos então à essa singela retrospectiva de 2017.

Continuar lendo

Lista – 5 Dilemas que Todo Fã de Anime Terá de Enfrentar

“Dilema” provavelmente não é bem a palavra que a maioria associaria com o hobby de assistir desenhos japoneses [rs]. Mas aqueles que decidiram se aprofundar nessa mídia bem sabem que, às vezes, escolhas precisam ser feitas. O que assistir? Que mídia consumir? Dropar ou não dropar? Estas e outras perguntas devem ressoar com qualquer um que tenha o hábito de consumir ficção, e os otakus certamente não são exceção. Sendo assim, decidi reunir aqui cinco dos dilemas mais comuns que qualquer fã de anime já enfrentou ou terá ainda de enfrentar. De forma alguma é uma lista que exauste o tema: há muitos outros dilemas que deixaram de ser mencionados aqui porque “5” é um número que fica mais bonitinho no título. Mas por agora, vai bastar, e o leitor pode sempre contribuir para a discussão mencionando os dilemas que achou que faltaram.

É importante também dizer que eu de forma alguma pretendo dar respostas definitivas aos cinco dilemas selecionados. Acima de tudo, cada entrada é apenas uma pequena série de reflexões em cima de cada dilema, nada muito elaborado, mas ainda dentro do espírito mais… “discursivo” do blog, por assim dizer [rs]. Em alguns casos eu chego a dar a minha opinião sobre o que eu prefiro ou acho melhor, mas quero deixar claro que de forma alguma considero as minhas formas de lidar com esses pequenos dilemas a forma “correta”: cada um é cada um e lida com essas questões da sua própria maneira. Finalmente, só quero apontar que a lista não está em nenhuma ordem em particular, e feitos esses avisos vamos então seguir com o texto.

Continuar lendo

Lista – 5 Mangás de Volume Único que Valem a Leitura.

Kizu

Mangás de volume único! Francamente falando, eis ai um formato que eu adoro. Nada contras as séries mais longas, mesmo aquelas com dezenas de volumes, mas é inegável que estas exigem um comprometimento muito maior por parte do leitor. Em contraste, um bom volume único consegue entregar em si mesmo uma experiência completa, uma história com começo, meio e final que, nos melhores casos, nada deixa a dever às obras de mais longa duração. Ainda assim, é evidente que nem todo volume único é automaticamente uma obra prima, e um ou outro título menos que excelente (para usar de um eufemismo) ainda acaba saindo vez ou outra. Mas não nos concentremos neles, mas sim naquelas histórias que de fato valem nosso tempo e, ao menos no caso daquelas aqui citadas, o nosso dinheiro – porque sim, eu foquei esta lista em mangás publicados aqui no Brasil.

Mas antes de irmos às entradas, eu queria deixar aqui dois rápidos disclaimers. Primeiro, uma menção honrosa ao mangá Tom Sawyer [review], um dos meus títulos favoritos. Originalmente eu considerei incluí-lo nesta lista, mas para ter uma distribuição um pouco maior de editoras – e como este mangá já possui uma review aqui no blog – preferi deixar ele de lado desta vez (quem sabe não o incluo em uma listagem futura?). Mas ainda é um mangá que eu imensamente recomendo. Já sobre o segundo aviso, é a nota que eu faço quase sempre nestas listas do blog: isto aqui não é um top, e não é minha intenção que estes são os melhores volumes do tipo. São apenas 5 mangás que eu realmente gostei e que acho que o leitor também pode vir a gosta, só isso. E dados os avisos, vamos então à lista /o/.

Continuar lendo

Lista – 5 Músicas Perturbadoras de Vocaloid

ATENÇÃO: o texto a seguir pode conter imagens e temas não adequados para todos os públicos. Siga em frente por sua conta e risco.

Nem toda arte é feita para agradar. Algumas obras podem se relevar legitimante perturbadoras, seja em seu imagético, seja nos temas que aborda. Seja pelo fator choque, seja para cutucar uma ferida que muitos talvez preferissem apenas esconder, fato é que algumas obras só podem ser descritas como absolutamente desconfortáveis. E foi exatamente esse tipo de música que eu resolvi reunir aqui neste texto! Tudo bem que não comemoramos o Halloween aqui no Brasil, mas com esse texto indo ao ar apenas um dia antes do feriado americano, pensei que seria um ótimo momento para falar de algumas músicas que eu não exatamente colocaria nas listas padrões de vocaloids daqui do blog.

Eu quero enfatizar aqui que o critério para escolha das músicas dessa lista não foi “dar medo” ou “dar susto”. Eu busquei músicas que deixam o espectador desconfortável, apreensível, talvez mesmo enojado. Músicas de horror, ao invés de músicas de terror, se entendem. Justamente por conta disso, eu peço discernimento da parte do leitor: se você não lida bem com esse tipo de conteúdo, não tente bancar o corajoso e acabar estragando o que poderia ser uma noite bem mais agradável. Dito isso, se você de fato decidir seguir em frente com a leitura, muitas das músicas mencionadas tiveram seu upload feito no YouTube, então não deixe de seguir os links que mais lhe interessar a fim de dar algumas views aos autores das músicas. E com isso, vamos à lista /o/

Continuar lendo

Lista – 5 Filmes em Anime que Valem a Pena Assistir

Para quem por ventura ainda não saiba, na minha página no facebook eu tenho feito breves resenhas de filmes em anime, com uma nova saindo todo domingo (bom… quase todo domingo…). Entretanto, para isso eu tendo a assistir literalmente qualquer coisa: recomendações de conhecidos, obras mais famosas, hypes do momento, ou qualquer coisa com um poster legal no My Anime List. E, como resultado, eu algumas vezes acabo vendo uma obra… menos que impressionante, digamos assim. Por conta disso, já há algum tempo eu venho pensando em um tipo um pouco mais regular de lista, um no qual eu pegaria alguns dos melhores filmes que eu vou assistindo para recomendar para vocês. Obviamente, nisso entram também filmes que eu veja por fora desse quadro semanal da página, mas acho que já deu para pegar o espírito da coisa.

Agora, normalmente aqui no blog eu procuro falar de obras menos comentadas. Não necessariamente desconhecidas, mas apenas obras que você não vê as pessoas comentando com tanta frequência. E eu devo fazer isso aqui também… mas em entradas futuras. Essa primeira lista eu quero deixar para alguns filmes até que bem famosos, obras que, após assisti-las, me fizeram pensar que sua fama foi deveras merecida. Eu ainda reservei uma entrada para uma obra não tão conhecida, mas se você é um otaku hardcore com centenas de animes assistidos, provavelmente aqui não vai ter nada de novo para você. Mas se você viu poucos filmes em anime e quer algumas boas portas de entrada para este lado da mídia, aqui estão 5 que definitivamente valem o seu tempo.

Ah, e só uma última coisa: nada de estúdio Ghibli. Eventualmente eu devo fazer uma lista do tipo só com obras deles, mas por agora deixemo-os de lado um pouquinho. E dados os avisos, vamos à lista /o/

Continuar lendo

Lista – 5 Adaptações Melhores que o Original

Quase sempre, a obra original é melhor do que qualquer uma de suas adaptações. Isso não é necessariamente um demérito para a adaptação em si: ao passar uma história de uma mídia para outra há tantos fatores a se considerar que pode parecer inevitável que uma adaptação saia pior que o original. E, ainda, muitas adaptações conseguem ser realmente boas por si mesmas, mesmo que ficando abaixo do original se comparados. A palavra chave aqui, porém, é “quase”: se essa máxima vale para a maioria das obras, ainda existem algumas exceções bastante notáveis.

Para essa lista, então, eu selecionei algumas dessas exceções. Agora, para ser bem sincero, o meu escopo de obras do tipo é até que bem pequeno. É raro eu consumir a mesma história em mais de uma mídia, então normalmente eu nem tenho o que comparar para dizer qual versão é a melhor. E nos raros casos em que eu de fato consumo ambas as versões, bom, normalmente fica aquela máxima: o original é melhor. Ainda assim, consegui reunir alguns exemplares aqui, e no final do dia essa lista é menos sobre essas obras em si e mais sobre o que faz suas adaptações tão melhores que o original. E feita essa ressalva, vamos então à lista.

Continuar lendo