Uma Nova Série Começa Aqui no Blog!


Um projeto há muito pensado…


Quem acompanha o blog há já algum tempo, deve saber que, para além de animes e mangás, há uma terceira mídia japonesa pela qual eu tenho bastante apreço: vocaloids.

Softwares de sintetização de voz, o mais famoso deles sendo a mundialmente famosa Hatsune Miku, eu ainda me impressiono com o que as pessoas conseguem fazer com eles. Desde o seu mais açucarado pop até canções que contam verdadeiros épicos, é uma mídia que muito me fascina.

Nela, porém, há uma série de músicas que me prende como nenhuma outra. Uma da qual já falei algumas vezes aqui no blog, cuja trama atravessa mais de mil anos. Com um vasto elenco de personagens profundamente quebrados, além de um dos universos fantásticos mais bem trabalhados que já vi, esta é Evillious Chronicles.

Concebida pelo compositor e novelista MOTHY (acrônimo para “Master of The Heavenly Yard”), o puro escopo dessa série é de se impressionar. São dezenas de músicas, álbuns, além de, pelo menos, duas séries de light novels, e isso só para mencionar o que podemos chamar como o principal desta série (e material extra é o que não falta!).

Eu já escrevi alguns artigos sobre Evillious Chronicles aqui no blog, incluindo ai uma introdução à série e uma review da mesma, mas sempre tive vontade de fazer algo mais aprofundado. Bom, ou talvez eu devesse dizer: sempre tive vontade de me aprofundar mais nessa série.

Vejam, apesar de ser uma das minhas favoritas nessa mídia, acontece que, até alguns anos atrás, muito do que a compunha nem estava traduzido. As músicas são relativamente fáceis de achar legendadas, sim, mas ai fatoramos coisas como material extra de álbuns (livretos ou contos que vinham de brinde), ou mesmo as light novels, e acontece que há vários buracos no meu conhecimento dessa franquia.

Já tem algum tempo que eu venho pensando em pegar essa série desde o início e acompanhá-la do começo ao fim, passando por todas as diferentes mídias que a compõem. E então me ocorreu: por que não transformar isso em uma série aqui no blog?

Não seria nada muito diferente das minhas incursões por comentar animes episódio a episódio. Exceto que desta vez comentaria músicas, álbuns e livros. Ok, talvez seja sim um pouquinho diferente, mas ainda me parece uma ideia divertida de se pôr em prática!

Começando neste sábado (02/10), eu pretendo trazer artigos regulares comentando toda a franquia, desde as primeiras músicas até onde ela se encontra agora. Ainda que, admito, é preciso um asterisco nesse “regulares”.

De início, não deve ser tão difícil manter uma periodicidade mais ou menos semanal para esses artigos. Mas conforme formos saindo das músicas e entrando em coisas como histórias curtas ou as light novels, eu obviamente vou precisar de mais tempo para ler e analisar qualquer um destes, então nesse ponto é bem provável que comece a haver um maior espaçamento entre os artigos.

Ainda assim, deve demorar um pouco até isso ser um problema, e quem sabe até lá eu não recupero um pouco do ânimo para escrever sobre outras coisas que não esta série que mais ninguém conhece… #goals?

Durante todo esse trajeto, eu quero já deixar claro que duas serão as minhas fontes principais (bom fora, claro, os canais oficiais do MOTHY no Nico Nico Douga e no YouTube):

A primeira delas é o portal evillious.ylimegirl.com, que traz a mais compreensível cronologia dos lançamentos relacionados a Evillious que eu consegui encontrar na internet, além de links para traduções dos livretos, contos e light novels da franquia. É, portanto, um ponto de início fundamental.

Agora, eu não sou de abertamente divulgar pirataria aqui no blog, mas abro uma exceção aqui pelo fato deste ser literalmente o único meio de se consumir essa série na sua integridade, a menos que você fale japonês (e, dada a quantidade de material bônus disponível por tempo limitado, dá pra argumentar que nem assim…).

Além disso, contarei também com a wiki da série, excelente fonte de informação sobre o material, universo e personagens da série (e acreditem, conforme essa história for avançando, ter um guia por perto se torna praticamente uma necessidade…).

E claro, quero convidar ao leitor para imergir nesse mundo comigo.

Admito que é uma franquia complicada de se começar a ver. Evillious se aproveita de um estilo fragmentado de narrativa, no sentido de que demora um bom tempo para as conexões entre as várias músicas se tornarem óbvias. Algumas, claro, estão lá desde o começo, mas há canções que mesmo hoje nós sabemos pertencerem à série, mas não temos ideia de como elas se encaixam na trama.

É o tipo de história que eu recomento sobretudo para quem gosta de um bom quebra cabeças. De procurar padrões, conexões, formar teorias, e ver como estas se desenvolvem na prática. Se isso lhe parece interessante, garanto que terá uma boa experiência com esta série, goste ou não de vocaloids. É uma história que muito recompensa a atenção e a paciência da sua audiência.

Ao final de cada texto eu sempre deixarei claro quais serão as próximas músicas, álbuns ou novels que irei comentar, de forma que o leitor pode muito bem se adiantar e formar a própria experiência antes do artigo lançar. Isso dito, sempre que possível os artigos também trarão links para fontes oficiais das músicas ou álbuns (novels só comprando mesmo).

E claro, muito como fiz para Kino no Tabi e para Aria the Animation, eu abrirei um canal no discord do blog só para comentar a série e os artigos sobre ela, então quem quiser papear a respeito, só entrar lá!

Por agora é isso e nos vemos no sábado, quando irei comentar as músicas Juupun no Koi, Kotoba Asobi e Zenmai Jikake no Komoriuta!

Um comentário sobre “Uma Nova Série Começa Aqui no Blog!

  1. Embora haha algumas que gosto, vocaloids nunca foram um real interesse meu, mesmo quando li artigos seus sobre essa série batia uma preguiça, pois como disse, é difícil de se começar nela.
    Mas aqui estou eu, animado com esse projeto do qual não tenho pista alguma de que irei gostar. Farei o possível pra participar, mas acho que essas palavras não significam nada pra alguém que está em um server comigo haha.
    Aliás, estou feliz que tenha voltado com o blog, Diego.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s