“Ela é a única pessoa que já me tratou com total franqueza” // Aria the Animation, episódio 2


Naquele dia especial…


O segundo episódio de Aria continua a nossa introdução àquele mundo e ao elenco da série. Começamos aprendendo sobre a acqua alta – um fenômeno bastante real na nossa Veneza – e disso avançamos à introdução da Akira e a uma maior caracterização da Aika.

Por um lado, há uma divisão bastante rígida entre os dois tópicos. Por outro, o roteiro cuida de fazer o possível para atar, no mínimo em tema, as suas duas partes. Algo que, diga-se, Aria faz com relativa frequência – como veremos em episódios futuros.

Este artigo eu dividi em quatro seções, a começar por uma dedica a como o episódio continua com a construção de mundo da série. Disso nós passamos para uma discussão sobre as personagens da Akira e da Aika, bem como da relação de ambas.

A terceira seção fica para algumas considerações sobre os temas do episódio, e sobre como estes se ligam com os do anterior. E fechamos com uma seção de extras, onde vai tudo que não consegui encaixar no texto corrido. Uma boa leitura a todos!

.

Quando Sobe a Maré…


Como eu disse, a acqua alta é um fenômeno bastante real na Veneza moderna. Quando a maré sobe, ocorre o alagamento de parte da cidade, sobretudo na região da Praça São Marcos. Mas é importante dizer que a experiência aqui é bem diferente da que vemos em Aria.

Para começar, é como eu falei: apenas parte da cidade tende a alagar. Em fato, quando chegamos ao ponto da maior parte de Veneza estar debaixo d’água é também quando a acqua alta se mostra bastante perigosa – em nada diferente das enchentes que assolam as cidades modernas.

Além disso, não é como se a cidade parasse quando da acqua alta, e medidas vêm sendo tomadas para garantir as atividades mesmo durante o período, como o uso de passagens elevadas para assegurar o trânsito de pessoas (turistas inclusos, é lógico).

A acqua alta é também um problema para a preservação da cidade, posto que as enchentes contínuas vão erodindo as construções. Num todo, enquanto o fenômeno rende fotos belíssima, ele é também bastante problemático para a cidade.

O que nos leva à representação que Aria faz da acqua alta. Uma que é muito mais romântica do que a realidade.

É claro que em parte isso se deve por vermos o fenômeno do ponto de vista da Akari – uma pessoa que, como o primeiro episódio bem estabeleceu, é propensa a sempre ver o lado positivo das coisas. Além disso, a garota ama Neo Venezia, e, passado o pânico de ver a companhia Aria alagada, não hesita diante da oportunidade de conhecer um novo aspecto daquela cidade.

Mas não acho que isso seja tudo. Na verdade, eu sinto que essa representação da acqua alta se liga bastante à ideia de um ritmo de vida mais lento que exploramos no episódio anterior.

Quando sobe a maré, Neo Venezia para. O comércio fecha. E as pessoas ficam em casa, aproveitando o tempo livre. Futurista que seja em essência, esta ainda é uma cidade que se deixa levar pelo ritmo da natureza.

Mas mudando de assunto, esse episódio é também nossa primeira introdução a outra companhia de undines – no caso, a Himeya. E é interessante quando a contrastamos com a companhia Aria.

Himeya é muito mais uma companhia propriamente dita. Seu prédio, que já tinha aparecido de relance no episódio anterior, é muito maior que o da Aria. Ela possui um bom número de funcionários, e ao que tudo indica segue uma hierarquia e um decoro corporativo bastante tradicional – ao ponto de ser motivo de incômodo para a Aika.

Isso tudo faz da Himeya um ambiente muito mais impessoal. E, quando tivermos a introdução de fato da Orange Planet (a terceira companhia da cidade, que a Aika menciona de passagem aqui), veremos que isso parece ser a norma. O que, pelo contraste, chama a atenção para a Aria.

É uma companhia pequena, em todos os aspectos possíveis. Um prédio de dois andares à beira-mar, com apenas duas funcionárias. Mas é justamente por isso que seu ambiente pode ser tão mais relaxado e informal. Tão mais pessoal. Nisso, Aria é muito como Neo Venezia: mais do que puro cenário, é a manifestação de muitos dos valores da série.

.

Akira e Aika


Quando eu primeiro assisti esse episódio, devo dizer que não sai dele com lá muito boa impressão. Acontece que a introdução da Akira, aqui, fez com que eu associasse ela a um arquétipo que muito me incomoda: o do instrutor rígido ao ponto do injusto.

Comunicação é parte fundamental do processo de aprendizado. E vezes demais eu vejo em anime mestres que, se excepcionais em sua prática, são péssimos professores. O que não seria um problema não fosse pelos seus métodos absurdos darem resultados – como que validando formas bastante problemáticas de se ensinar.

Mas revendo agora o episódio, e tendo também o contexto maior da série e de quem é a Akira como pessoa, eu agora sei que estava enganado nessa minha primeira análise. E que, aliás, a personagem da Akira aparece aqui com bem mais camadas do que eu lembrava.

Sim, ela é dura, talvez até demais. Mas ela não é isso, e mesmo esse seu aspecto tem razões mais profundas (que são indicadas aqui, mas melhor exploradas ao longo da série como um todo).

Quando a Aika sai do quarto, ao final da briga, a Akira apenas suspira. Em parte talvez pela atitude da aprendiz, mas sinto que também em parte porque ela entende que foi longe demais. Tanto que, vejam só, ela só vai buscar a Aika no dia seguinte, entendendo que a garota precisava de espaço para esfriar a cabeça e relaxar.

A própria corrida que a Akira inventa foi a forma dela de colocar a decisão final daquele conflito nas mãos da Aika – algo que esta percebe de imediato. E vemos, em suas conversas com a Alicia, que a Akira estava até mesmo disposta a apoiar a Aika se esta realmente decidisse deixar a Himeya.

Apesar da sua posição como uma das três melhores undines de Neo Venezia, Akira tem um óbvio complexo de inferioridade, sobretudo para com a Alicia. Por conta disso, ela mantém sempre uma fachada de força, que é o seu aspecto que vemos com mais frequência. Por dentro, porém, é como a Alicia disse: ela é uma pessoa gentil.

Mas muito mais do que a introdução da Akira, esse episódio vem para melhor caracterizar a Aika. E se no episódio anterior ela serve muito como contraponto da Akari, aqui nós a vemos enquanto a pessoa que ela é.

Aika é a herdeira da Himeya. E se por um lado ela pode ser impulsiva e difícil de lidar, ela também sabe ser bastante madura e responsável. Para todos os efeitos, uma vez que ela entendeu as intenções da Akira com a corrida, ela decidiu por abandonar a “competição” para ir comprar um pequeno presente de reconciliação.

Ao mesmo tempo, Aika se sente isolada. Ao falar da Himeya, ela lamenta como todos ali falam de maneira formal. Akira é a única ali que a trata como uma igual. Mas enquanto a Aika aprecia a sua instrutora, o fato de ambas terem personalidades bem fortes significa que elas entram em conflito com alguma frequência.

O episódio abre com uma frase bem interessante. Diz a Aika, “aqueles no topo devem ser duros consigo e gentis com aqueles abaixo”. Ao que então ela completa: “então porque ela não pode ser gentil comigo pra variar?!” É uma piada que serve bem de introdução ao episódio, mas acho que ela também diz bastante sobre a Aika.

Para todos os efeitos, a Aika busca por alguém que seja gentil com ela. E é aqui que entra o seu fascínio com a Alicia, explicado pelo seu pequeno flashback. O que o episódio parece querer nos dizer, porém, é que há mais de uma forma de gentileza.

Durante o jantar na companhia Aria, Aika comenta sobre como a Akira vive lhe dizendo para que, dentre outras coisas, não durma com a barriga descoberta. É uma fala super rápida e inconsequente na hora, mas eis que poucas cenas depois temos que, vejam só, ela de fato é propensa a dormir com a barriga descoberta.

Do seu jeito, a Akira se importa com ela. E a Aika sabe disso, em algum nível. No jantar, após todas as suas críticas à instrutora, a Alicia diz que a Aika bem deve saber como a Akira pode ser gentil. E a Aika apenas cora, como se pega na mentira.

A relação entre a Aika e a Akira é uma que se desenvolve bastante ao longo da série, muito como as próprias personagens o fazem. Esse episódio fornece os alicerces desse desenvolvimento, e hoje digo que o faz melhor do que eu lembrava.

.

Um Outro Lado…


O tema do episódio é dado pela Akari logo no começo dele. Trata-se da ideia de haver um “outro lado” ao que consideramos comum – um que só transparece em momentos de exceção.

Na primeira vez que o tema aparece, ele se refere à cidade. A como a acqua alta revela um outro aspecto de Neo Venezia. Ao final do episódio, ele retorna. Agora, porém, referindo-se à Akira. A como, apesar de ser uma pessoa rígida e mesmo difícil de lidar, ela tem também um lado mais gentil – um que a Aika já aprendeu a identificar.

Isso é algo que, como mencionei na introdução, Aria faz de vez em quando, conectando em tema duas tramas distintas. Veremos mais disso ainda nessa temporada, mas acho que já vale apontar aqui.

No mais, é interessante também como o tema desse episódio se liga ao do anterior. Aquele falava sobre a beleza da inconveniência em Neo Venezia, e termina ainda com um casal (a irmã da Ai e seu noivo) que, no conflito, fortaleceram o próprio relacionamento.

Os mesmos princípios nós podemos ver aqui. Sobre como a acqua alta para a cidade, mas ainda oferece vistas de beleza ímpar. E sobre como, apesar dos apesares, a Aika aprecia a Akira, mesmo em seus aspectos mais rígidos.

.

Extras


Como de costume, essa seção fica para tudo aquilo que não consegui encaixar no texto corrido. Tenham em mente que alguns pontos aqui podem conter spoilers, então leiam por sua conta e risco!

○ A primeira imagem do episódio propriamente dito é uma das turbinas eólicas nos arredores de Neo Venezia. Super inconsequente agora, mas acho válido apontar como elas são presença constante ao longo da série.

○ Na troca de e-mails entre a Akari e a Ai temos ainda outra instância de contraste entre Aqua e Man Home, com a Ai comentando como ela nem consegue ver o céu do seu quarto (e que mesmo que conseguisse ele provavelmente estaria nublado).

○ Temos também outra instância de worldbilding diegético quando a Aika testa a Akari sobre o motivo das companhias de undines terem gatos de olhos azuis como “presidentes” (e sim, o Aria é um gato, apenas aceite).

○ No flashback da Aika, a Alicia comenta que um penteado pode dar toda uma nova atitude a uma garota. Voltaremos a isso em três temporadas (ou, sei lá, olhem qualquer pôster de Aria the Origination :P )

○ No primeiro episódio, fica estabelecido que a Aika é uma melhor undine que a Akari. Bom, aqui nós vemos que ela é certamente mais rápida.

○ Eu sinto que a imagem da árvore espelhada é uma fantástica representação do mono no aware tal como ele aparece em Aria. Mas falamos mais desse conceito numa melhor oportunidade.

○ Todo o episódio bate bastante na tecla de como as aprendizes lembram as suas instrutoras. Sobre o assunto, só tenho uma coisa a dizer: curioso como a Ai parece ter pego o jeito de falar da Akari, não? [rsrs]


Venha discutir este artigo no nosso grupo no facebook!


← Episódio 1 || Episódio 3 →

Um comentário sobre ““Ela é a única pessoa que já me tratou com total franqueza” // Aria the Animation, episódio 2

  1. Outro ótimo texto!

    Comentando sobre alguns dos extras, digo que concordo com o da árvore e o mono no aware; não me toquei sobre o comentário da mudança de penteado da Aika, e agora que você disse, me fez ver aquela cena com outros olhos (muito melhores) e achei bonitinha a forma com que a Ai passou a se expressar, realmente lembrando a Akari (esse eu notei), mas rapaz, esse seu último comentário, pra bons entendedores, é um puta de um spoiler, de lá do final da obra, kkkk

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s