10 Animes de Destaque da Temporada de Verão / 2019


E lá se foi outra temporada…


Reconheço: estou um tanto quanto atrasado com relação a este artigo. Não só a temporada de outono já começou como não poucos dos seus animes já estão mesmo chegando na metade. O que só me leva a questionar como raios eu faço para o tempo desacelerar.

Mas isso posto, eu também não queria só “pular” a temporada de verão, ou mesmo parar com o quadro só porque não consigo acompanhar consistentemente dez animes toda temporada. Então optei por lançar esse texto mesmo que o hype com esses animes já tenha há muito passado.

No futuro eu muito provavelmente vou diminuir a quantia de títulos que comento aqui, variando de acordo com a temporada. Por agora, porém, decidi manter essa lista com dez entradas. Saíram vários animes interessantes nessa última temporada, e não queria deixar alguns de fora.

Claro, no fim ainda cabe aqui meu aviso costumeiro. Esses são dez que eu escolhi dentre aqueles que eu assisti. Sai muita coisa por temporada, então não levem a mal se algo que você adorou não aparecer por aqui: eu provavelmente só não vi mesmo. E isso posto, vamos de uma vez aos animes.

.

10) Kimetsu no Yaiba

Que dizer de Kimetsu que já não tenha sido dito a exaustão? Não apenas um destaque da temporada (das duas em que esteve presente, aliás), esse anime certamente ficará como um dos destaques do ano – quiçá mesmo um pouquinho além.

Dito isso, a minha pergunta não é exatamente retórica, e isso porque o apelo de Kimetsu no Yaiba é bastante simples e direto. Como já mencionei na minha lista de destaques da temporada de primavera, o que temos aqui é um bom shounen, cujos destaques incluem seus altos valores de produção, a excelente coreografia de suas lutas, e todo um elenco de personagens carismáticos.

É exatamente o que eu espero desse tipo de anime e é exatamente o que Kimetsu entregou do começo ao final. O ápice tendo sido, é claro, o tão comentado episódio 19. E com um filme a caminho, eu mal posso esperar para ver que direção tomará as aventuras do Tanjiro e seus companheiros. E ok, mais Nezuko também não faria nenhum mal!

.

09) Carole & Tuesday

E de um anime sobre o qual eu não tenho muito o que falar, passamos para um que eu precisaria de, pelo menos, umas quatro mil palavras para dizer tudo o que penso. O que não vai rolar, dado que no mínimo três mil e quinhentas dessas seriam uma longa sequência de: “POR QUE?!”

Enquanto seu primeiro cour fez de Carole & Tuesday um dos títulos mais promissores do ano, seu segundo cour falhou miseravelmente em corresponder às expectativas. De plot points que não levam a nada, passando por temas deixados inexplorados, até um final terrivelmente forçado. Uma verdadeira decepção… em parte.

Apesar de todos os problemas que a série tem, eu simplesmente não consigo não amar esse anime. Seu visual vibrante, personagens carismáticas, além das ótimas músicas. Pode não ter sido a obra-prima que seu primeiro cour prometeu, mas estaria mentindo se dissesse que não me diverti a cada minuto – ou que não me arrepiei com a música final. Fazer o que: é um bom show.

.

08) Karakai Jouzu no Takagi-san 2

Chegará o dia em que farei estas listas apenas com animes que já vi até o fim. Mas este dia não é hoje! Afinal, não poderia deixar de mencionar este título – por mais que eu mesmo ainda esteja nos seus episódios iniciais.

Dito isso, é difícil pensar no que comentar. É mais Takagi-san, e se você precisa de mais incentivo do que isso é porque ou provavelmente não viu a primeira temporada, ou a viu e não gostou o bastante para querer ver a sua sequência. Se for o primeiro caso, fica desde já a recomendação. Mas se for o segundo, posso dizer que fez bem.

Takagi-san 2 é mais do mesmo. O que é ótimo para os que queriam mais do mesmo (oi, presente), mas se você já não curtiu a primeira temporada não é esta que vai mudar a sua opinião. E sim, eu nem terminei de ver essa segunda e já quero uma terceira temporada!

.

07) Dr. Stone

2019 é, sem sombra de dúvida, o ano da Shounen JUMP. É impressionante o número de propriedades da revista que ganharam um anime nesse ano. Yakusoku no Neverland, Kaguya-sama, Kimetsu no Yaiba, e isso só pra mencionar alguns.

Dr. Stone fica como a mais recente adição a este catálogo – e que adição! Uma misteriosa luz verde causa a petrificação de todas as pessoas do planeta. Mais de três mil anos depois, o adolescente Senku é o primeiro a despertar desse estado. Dotado de enorme inteligência, caberá a ele, agora, não apenas reviver as outras pessoas, como também reconstruir toda a civilização partindo do zero.

É um ótimo battle shounen, com um elenco carismático de personagens, mistérios interessantes e envolventes, além de uma forte apologia à ciência, à curiosidade e à engenhosidade humana. Divertido e over the top, é o anime ideal para sentar e relaxar um pouco.

.

06) Vinland Saga

Poucas são as adaptações que podem alegar ser melhores do que o original. Vinland Saga… não está entre elas. Mas, ela consegue algo que é talvez até mais raro ainda: demonstrar um profundo entendimento do que torna o material original tão especial.

Uma história sobre vinkings, lotada de guerras, mortes e desmembramentos. Mas também uma que sob ótica alguma glorifica a violência. Uma que é, em vários momentos, bastante introspectiva. E também bastante humana. Tematicamente rica, e completa ainda com um fascinante elenco de personagens. Ah, e provavelmente alguns dos melhores cenários do ano!

É difícil dar uma sinopse sem acabar, também, dando spoiler, então vou ter de pedir ao leitor que apenas confie na recomendação. Como leitor do mangá original, posso dizer que Vinland Saga é uma adaptação mais do que digna, que merece toda atenção que puder angariar. Só fiquem avisados: é um anime lento. E muito agradeço por isso.

.

05) Cop Craft

É complicado chamar Cop Craft de “destaque”, visto que, há bem da verdade, seus defeitos não são poucos. Foi talvez uma das piores produções dessa temporada, completo inclusive com algumas das piores coreografias de luta que eu já vi em qualquer anime.

Ainda assim, sua premissa é bem interessante. Quinze anos antes, abriu-se no meio do oceano um portal para um mundo de fantasia. Na ilha de Kariaena encontramos a cidade de San Teresa, onde humanos coabitam com aqueles vindos do outro lado do portal. E é na polícia dessa cidade que temos nossos protagonistas: o veterano Kei e a cavaleira recém-chegada Exedílica.

Essencialmente um buddy cop com elementos de fantasia, é um título que se sustenta no carisma e interação entre seus personagens, resultando num anime que, apesar de suas muitas falhas, ainda diverte e intriga. Nas mãos de um diretor competente poderia ter sido muito melhor. Mas para o que foi, acho que ainda vale a recomendação.

.

04) Dumbbell Nan Kiro Moteru?

Ecchi não é lá dos meus gêneros favoritos. Na verdade, eu tendo mesmo a evitar tudo dessa tag. Ainda assim, por algum motivo eu resolvi dar uma chance a Dumbbell Nan Kiro Moteru, e posso agora dizer que foi uma ótima decisão!

Um anime sobre um grupo de adolescentes indo pra academia pode não parecer a coisa mais fascinante do mundo, mas como sempre é a execução que mais importa, não a premissa. E o que encontramos aqui é, para todos os efeitos, uma sensacional comédia do absurdo, completa com um divertido elenco de personagens que interagem muito bem umas com as outras.

Fora isso, o anime é surpreendentemente informativo, explicando em detalhes cada exercício que as garotas fazem, dos músculos que o exercício treina até a pose correta de se praticá-lo, e mesmo algumas dicas de como fazê-lo em casa. Se esse anime não te fizer querer ir na academia, eu não sei o que fará!

.

03) Kanata no Astra

Eis aqui um anime que por muito pouco eu não deixei passar – e fico bastante feliz por isso. Kanata no Astra é um daqueles títulos que o começo talvez não revele nada de mais, mas cuja história progride de tal forma que é impossível não se impressionar.

Nessa mescla de ficção científica, aventura, mistério e comédia, um grupo de adolescentes acaba literalmente perdido no meio do espaço, e precisarão agora usar dos poucos recursos que possuem não apenas para voltar para casa, mas também para tentar descobrir quem armou essa situação para eles – e porquê.

É um título que se sustenta sobretudo na sua produção, no carisma de seus personagens e, um pouco mais para frente, nos constantes twists que a trama entrega. O tipo de série que te deixará de queixo caído mais de uma vez. Só, rápido aviso, não vão para esse anime esperando nada muito sério. Façam como os personagens: relaxem e aproveitem a viajem.

.

02) Araburu Kisetsu no Otome-domo yo

Chegará o dia em que farei estas listas apenas com animes que já vi até o fim. Mas este dia não é hoje! [2] Porque é: eu não poderia deixar de mencionar esse anime, por mais que eu mesmo não tenha conseguido ir muito longe nele (ainda, eventualmente vou continuá-lo… acho…).

Verdade seja dita, é um anime ousado, e isso pra dizer o mínimo. Sua premissa nada mais sendo que a de um grupo de garotas adolescentes descobrindo a própria sexualidade, completo com toda angústia e crise existencial dessa época tão confusa da vida. E que se destaca, ainda, por uma mais que fantástica direção visual. Por que, então, eu não terminei o anime ainda? Bom…

O que me fez deixá-lo em on hold foi o abuso do cringe para comédia, pelo menos nos episódios que eu vi. Tem lá sua função, em múltiplos níveis (para não deixar a história séria demais, para refletir como muitas das angústias da época não são tão sérias quanto nos parecem na hora, etc.), mas é algo que eu, pessoalmente, acho muito difícil de aguentar, mesmo numa série tão boa.

.

01) Machikado Mazoku

Terminando a lista, temos aquele que se provou a minha maior surpresa nessa temporada. A divertida comédia da garota que, da noite pro dia, recebeu poderes demoníacos e foi instruída a matar uma garota mágica: Machikado Mazoku.

Claro, a tarefa de Shamiko Yuuko se provará bem mais difícil do que parece a princípio, dado que a garota mágica Momo não apenas é insanamente poderosa, como também se mostra bastante disposta a ajudar a Yuuko com o que ela puder. O resultado sendo uma fantástica comédia com um elenco igualmente fantástico de personagens.

Curiosamente, a história também dá indícios de um mundo muito maior do que vemos no curto tempo do anime. Momo é uma garota mágica experiente, que já passou por muita coisa. E há alguns mistérios que terminam em aberto. É um anime que muito se beneficiaria de uma segunda temporada. Mas mesmo que esta não venha: estou bastante satisfeito com o que tivemos.

Ganbare, Yuuko!

Imagens (na ordem em que aparecem):

1 – Machikado Mazoku, episódio 1

2 – Kimetsu no Yaiba, episódio 26

3 – Carole & Tuesday, episódio 24

4 – Karakai Jouzu no Takagi-san 2, episódio 1

5 – Dr. Stone, episódio 1

6 – Vinland Saga, episódio 7

7 – Cop Craft, episódio 1

8 – Dumbbell nan Kiro Moteru, episódio 1

9 – Kanata no Astra, episódio 1

10 – Araburu Kisetsu Otome-domo yo, episódio 1

11 – Machikado Mazoku, episódio 1

2 comentários sobre “10 Animes de Destaque da Temporada de Verão / 2019

  1. Faz um tempinho que eu leio os seus textos e, mais ainda, que assisto aos seus vídeos, mas esta é a primeira vez que comento… rsrs Achei que Araburu Kisetsu no Otome-domo yo seria muito bom, começou legal, com uma premissa curiosa, mas, para mim, infelizmente, o anime foi se perdendo pelo caminho, enchendo-se de inverossimilhanças… Uma pena.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Olá! Mais um fim de temporada e sim, pude ver todos os animes que peguei pra assistir. Dos dez que citou, vi apenas quatro deles, dois em andamento e dois conclusivos: “Dr. Stone” tem sido muito agradável e cheio de cenas emotivas, que para uns podem parecer bobas,mas, para o universo da obra são conquistas memoráveis e ver algo menos “óbvio” da Jump sempre é bem-vindo e sim, eles pegaram pesado em adaptações de seus mangás neste ano de 2019; “Vinland Saga” tem os ingredientes de uma trama histórica com uma narrativa crescente, tenho curtido muito o andamento e aqui, o estúdio acertou no tom, em comparação com “Mahoutsukai no Yome” que foi lamentável na sua execução, ao meu ver; “Kimetsu no Yaiba” cumpriu o seu papel, também acho que não tem nada de excepcional, apenas sua produção merece e muito as palmas, Ufotable arrasou aí; já “Kanata no Astra” foi uma grata surpresa, mais por ter visto algo semelhante antes, um anime dos anos 90 da Sunrise, “Mugen no Ryvius” – vale dar uma conferida, é muito bom – com uma trama fechadinha e seus plot twists carpados que me fascinaram de ver até o fim, não me incomodei com os seus defeitos como muitos aí, apenas curti a jornada de Kanata e seus amigos.

    De não citados e que merecem ser citados, “Fruits Basket” em sua nova versão foi maravilhoso, um shoujo dos velhos tempos para novos tempos, ansiosa para a sua segunda temporada e “Uchi no Musume”, o anime do Dale e da Latina foi uma graça acompanhar a vida deles, uma simpatia de ter acompanhado, usei o nome simplificado da obra,mas, se pegar os nomes destes personagens, vai saber o título completo deste. Foi uma temporada de animes ok!, em comparação com a mesma do ano passado, está abaixo de nível. Até mais!!!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s