[Vídeo] Indicação #19 – Master Keaton


Arqueólogo e Investigador


Roteiro

Meio japonês, meio inglês, os pais de Taichi Hiraga Keaton se separaram quando ele ainda era pequeno, com o então garoto tendo ido morar com a mãe, na Inglaterra. Formado em arqueologia pela universidade de Oxford, e tendo servido nas forças especiais do exército britânico como instrutor de sobrevivência, hoje Keaton ganha a vida como investigador particular para a empresa de seguros Lloyd de Londres.

Master Keaton é um anime episódico onde acompanhamos o dia a dia de seu protagonista. E aqui, dois são os tipos mais comuns de episódios: aqueles focados em seu trabalho como investigador particular, dos quais o espectador pode esperar boas histórias de ação, suspense e mistério, e aqueles mais focados na sua vida privada, com um clima mais próximo do slice of life onde vemos sobretudo a sua interação com seu pai e sua filha.

É uma dinâmica que, por um lado, dá ao anime uma variedade bem grande de cenários, gêneros e temáticas. Há de tudo um pouco aqui, algo que é bastante bem vindo em séries episódicas. Mas para além disso, essa dinâmica tem ainda a vantagem de pintar um quadro bem mais completo do nosso protagonista, destacando não apenas suas capacidades e competências, mas também suas relações interpessoais, seus anseios e arrependimentos, a história da sua vida, e por ai vai.

De um lado, Keaton é essa mistura de Indiana Jones com Macgyver e Sherlock Holmes, o tipo de personagem que parece ter sempre tudo sob controle o tempo inteiro, com a graça vindo muito mais do como do que do se ele irá se safar das diferentes situações de risco nas quais rotineiramente se encontra. Por outro lado, porém, ele vem de um casamento fracassado, e se questiona se a vida de investigador particular é mesmo aquela que ele quer levar, em vez de se dedicar à sua antiga paixão: a arqueologia.

Não vou mentir, é um personagem que está perigosamente próximo de merecer o título de Gary Stue, mas ei, eu ainda diria que o Keaton é carismático o bastante para isso não incomodar. Fora que, como é de praxe nesse tipo de história, o foco da maioria dos episódios estará menos no Keaton do que nas pessoas com as quais ele acaba por se encontrar. E nesse sentido, eu diria que esse elenco “terciário” do anime é até que bem trabalhado, entregando personagens e histórias cativantes e memoráveis.

É um título bem fácil de recomendar para praticamente qualquer pessoa, talvez com um pouquinho mais de intensidade se você for fã dos seriados americanos de investigação policial. Ação e aventura, mas também uma boa dose de drama e alguns momentos mais introspectivo, eu garanto que haverá pelo menos um pequeno punhado de episódios que ficarão na memória.

Saindo em 1998, a sua animação não é exatamente sensacional, e boa sorte pra achar uma versão HD disso. Dito isso, se procura algo diferente para assistir, fica aqui a minha indicação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s