Uma Rápida Review – Yoru wa Mijikashi Arukeyo Otome


Texto originalmente publicado na página do blog no facebook, em 18/03/18


Uma jovem que deseja beber. E um jovem que deseja conquistar a essa jovem. Numa única noite que mais parece um ano inteiro, vemos as desventuras de ambos em busca de seus objetivos: eis a premissa de “Yoru wa Mijikashi Arukeyo Otome” (algo como “A Noite é Curta, Ande Garota”), e dessa simples ideia se desdobra uma história absurda tanto quanto divertida de se acompanhar.

A cultura japonesa tem uma relação bem diferente da nossa com o álcool. Beber até cair não é exatamente mal visto, mas sim o esperado, quase que como uma pequena recompensa ao assalariado após um cansativo dia de trabalho. É também um momento para a socialização, conforme noite adentro o álcool vai abaixando as barreiras das pessoas.

A noite, aqui no filme, é uma farsa: em seu sentido mais teatral. Regada a bebidas e paixões, o que temos aqui é uma comédia do exagero. E nisso, vai aqui tomando forma uma história sobre aproveitar a vida, sobre se deixar levar pela correnteza, e sobre o amor. Tudo isso coroado com o experimentalismo visual que bem se espera do diretor Masaki Yuasa (diretor também de obras como “The Tatami Galaxy” e “Kaiba”).

Os personagens são talvez o ponto mais forte do filme, no sentido do quão carismáticos eles são. Em menos de cinco minutos a história já estabelece maravilhosamente bem quem são nossos dois protagonistas, quais seus dilemas, seus objetivos, personalidades, e por ai vai. E antes mesmo dos créditos de início eu já estava adorando os dois – e conforme a história avança esse elenco só vai ficando maior e maior.

A história em si, porém, é talvez o ponto mais… complicado. Nós temos meio que umas quatro esquetes diferentes aqui, cada qual com seu começo, meio e um final que também liga uma história com a próxima. As três últimas esquetes eu sinto que se ligam melhor, mas a primeira pra segunda foi meio… estranho. Ainda assim, acho que tudo fica a serviço da ideia de seguir com a corrente, e ver até onde a noite irá te levar.

Se ainda não ficou óbvio, eu gostei BASTANTE desse filme. Com uma premissa simples ele desenvolve toda sorte de absurdos, mas sempre na tentativa de dizer algo. É, suas metáforas são bastante óbvias em sua maior parte, mas nem por isso são menos interessantes ou menos provocativas.

Para quem ainda não assistiu, fica aqui a minha recomendação.

Ficha técnica:

Título: Yoru wa Mijikashi Arukeyo Otome
Ano: 2017
Estúdio: Science SARU
Adaptação de: novel homônima de Morimi Tomihiko
Direção: Masaki Yuasa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s