Uma Rápida Review – Kaguya-hime no Monogatari

Texto originalmente publicado na página do blog no facebook, em 04/06/17

Nota: há também no blog uma review mais aprofundada do filme


Review de filme da semana /o/ Desta vez pegando talvez aquele que é O clássico moderno do estúdio Ghibli: Kaguya-hime no Monogatari. E olha… que filme!

Para quem não sabe, o filme reconta a já antiga lenda da princesa Kaguya, embora obviamente adaptando-a aqui e ali para responder a dilemas e questões mais modernas (muito semelhante ao que a Disney fez com seus primeiros clássicos, aliás). O essencial, porém, se preservou, o que garante uma história bela, mas também bastante triste em seu desfecho. Não vou dar mais detalhes, mas quem conhece a lenda sabe como ela termina.

Sinceramente, esse é talvez o meu filme favorito do estúdio até agora (não que eu tenha visto muita coisa, mas isso já é um desvio rsrs). Visualmente ele é belíssimo, e completamente diferente do que estamos acostumados a ver nos animes (mesmo em outros filmes do Ghibli). O traçado e as cores são bem mais “fluidos” em sua essência, refletindo no cenário as angústias e emoções dos personagens.

E que personagens… Humanos, sem dúvida. Carismáticos. Por vezes talvez um pouco egocêntricos, mas repleto de emoções. E, de fato, é a emoção dos personagens o que fala mais alto nesse filme, e onde está o real foco da história. Em especial, vemos como a princesa é bem trabalhada e bem humanizada.

A trilha sonora é outro ponto excepcional. Bonita, e surpreendentemente quase sempre diegética (isto é, vinda de dentro da história, e não de fora, como é a maior parte das trilhas sonoras num geral). Personagens tocando e cantando perfazer grande parte da trilha sonora, que inclusive traz sempre consigo algum significado, seja refletindo as emoções do personagem, seja refletindo algum aspecto social ou místico.

Talvez o tamanho seja só um pouquinho exagerado. Duas horas que TALVEZ pudessem ter sido resumidas em uma e meia (ou talvez seja só a minha preguiça para com filmes grandes falando). Mas honestamente, isso certamente não me impede de considerá-lo um filme fantástico. Quem ainda não viu, fica a minha recomendação.

Ficha técnica:

Nome: Kaguya-hime no Monogatari
Ano: 2013
Estúdio: Ghibli
Adaptação: conto folclórico
Diretor: Takahata Isao

Um comentário sobre “Uma Rápida Review – Kaguya-hime no Monogatari

  1. Olá!
    Um ótimo filme do Isao Takahata, uma pena que tenha sido o último trabalho dele. Caso ainda não tenha visto, recomendo Only Yesterday, do mesmo diretor. É um filme completamente esquecido, mas meu favorito do Ghibli.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s