Uma Rápida Review – Sakasama no Patema

Texto originalmente publicado na página do blog no facebook, em 02/04/17

A história se passa num futuro no qual, devido a um grande desastre, algumas pessoas foram “engolidas pelos céus”: a gravidade as afeta de forma invertida, afastando-os da Terra ao invés de atraí-los. Por conta disso, aqueles dentre esses “invertidos” que conseguiram sobreviver ao desastre decidiram ir morar nos subterrâneos, onde teriam chão firme aos seus pés.

A trama então começa com Patema, uma garota que habita nos subterrâneos, mas que um dia “cai” para fora destes. Quase despencando em direção ao céu, ela é salva por Age, um garoto da superfície. Para o azar dela, porém, a cidade na qual Age vive vê aos invertidos com enorme preconceito, e agora ele precisa evitar que Patema seja descoberta pelo governo.

É uma premissa interessante, embora essencialmente simples. No final do dia, a existência de um povo “invertido” é sobretudo um recurso do roteiro para se criar um sentimento de alteridade: uma distinção entre dois “povos”, a fim de justificar um deles ser perseguido pelo outro (não em termos morais, mas em termos de “porque isso aconteceu”). Infelizmente, não é como se o filme se dedicasse ostensivamente a comentar sobre o preconceito…

Mas bom, sejamos justos também, Sakasama no Patema não é exatamente um experimentalismo temático [rs]. Antes de tudo, seu objetivo é ser um filme bonito e divertido, e isso ele consegue fazer muito bem. Sobretudo a parte “bonito”: o filme é visualmente espetacular, com cenários belíssimos e mesmo um design de personagem bem agradável aos olhos. Mesmo sua direção consegue entregar cenas bem interessantes, como quando vemos o mundo através dos olhos da Patema, e nisso vemos aquele cenário invertido e o céu “abaixo”, passando muito bem ao espectador a sensação de insegurança que a própria personagem estaria sentindo naquele momento.

É um filme competente, e para quem quiser uma boa distração para se divertir numa tarde qualquer esse filme aqui cumpre isso MUITO bem. Gostosinho de assistir, com personagens fáceis de simpatizar e uma ótima parte técnica.

Eu tenho apenas dois problemas reais com o filme. O primeiro deles é o seu vilão, que é o seu ditador genérico de distopia número 769797268. Um maluco completo, sádico e bla bla bla, que ainda assim inexplicavelmente comanda toda uma civilização que treme de medo dele. Ta né… Já o segundo problema é a velocidade com a qual o romance entre Patema e Age se desenvolve. Em menos de dez minutos juntos os dois já estão corando um para o outro, e isso só me faz lembrar como é uma espécie de regra não dita que em qualquer filme é obrigatório que, se há um protagonista masculino e uma feminina, os dois devem se apaixonar porque sim. É clichê, é irritante, e poderia ser feito muito melhor do que foi feito aqui.

MAAAAAS… se nada disso parece um problema que afetaria muito a sua experiência, eu ainda recomendo dar uma chance a esse filme. Para quem estiver entediado e procurando o que fazer, é ao menos uma obra divertida. Ah sim, e antes que eu me esqueça: eu adorei o timing cômico desse filme, especialmente no terço inicial. Não faz rir alto, mas vai, rende algumas boas risadinhas [rs].

Ficha técnica:

Nome: Sakasama no Patema
Ano: 2013
Estúdio: Purple Cow Studios Japan
Adaptação: Original
Direção: Yasuhiro Yoshiura

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s