Uma Rápida Review – Bakemono no Ko

Texto originalmente publicado na página do blog no facebook, em 19/03/17

Então… Filmes do Mamoru Hosoda tendem a ser bastante “hit or miss” pra mim. Eu amo Summer Wars, mas acho The Girl Who Lept Through Time legitimamente ruim. E correndo o risco de ser apedrejado [rsrs] eu vou dizer que não acho Wolf’s Children tudo o que falam não. Adicione a esse histórico o fato de que a maior parte das pessoas que falam de Bakemono no Ko tendem a dizer que ele é o pior filme do Hosoda, e eu estava com várias ressalvas sobre assisti-lo.

Mas, honestamente, eu gostei. Tipo, MUITO. Talvez seja o meu favorito do Hosoda, ou no mínimo um empate com Summer Wars. Pra um filme do qual eu não dava nada, foi uma ótima surpresa, embora pra ser bem sincero não me dá muito o que falar. Isso porque o filme é meio o que você já poderia esperar. A sinopse é a história de um garoto, Ren, que foge de casa após a morte da mãe. Ele é então encontrado por Kumatetsu, um Bakemono (monstro) de atitude ruim que toma o garoto para si como discípulo. Isso porque Kumatetsu quer competir para ser o próximo Grão-Mestre de sua região, e para tanto o Grão-Mestre atual disse que ele só poderia fazê-lo se tivesse ao menos um discípulo.

De cara já sabemos como essa história irá seguir. Ren precisa aprender a se abrir para os outros a fim de superar a sua própria solidão, e Kumatetsu precisa aprender a melhor interagir e se comunicar com as pessoas, ao invés de seguir com sua atual atitude arrogante e impulsiva. Mas se o final já está previsto desde as primeira linhas de diálogo do filme, o como chegamos até ele é uma jornada bem gostosa.

A interação entre esses protagonistas é uma gostosa de assistir. O crescimento do Ren, tanto física como mentalmente, é também interessante de acompanhar, e o mesmo vale para o crescimento de Kumatetsu. O mundo no qual estão garante cenários muito bonitos, e num geral é um filme gostoso de assistir.

Honestamente, eu queria poder falar mais, porque com um texto tão curto assim fica parecendo que eu não gostei tanto quanto gostei [rs]. Mas não tem muito mais o que comentar. É uma obra clichê, mas não de uma maneira ruim. Pelo contrário, ele executa seu clichê muitíssimo bem, entregando uma experiência que é divertida ao mesmo tempo que… heartwarming (na falta de uma palavra em português melhor rs). Se pela premissa parece algo que você gostaria, definitivamente vá dar uma olhada e não irá se arrepender. Mas se não parece, ainda diria para conferir, e ver o que acha. Se nem conseguir terminar o filme, paciência. Mas talvez encontre aqui bem mais do que poderia esperar.

Ficha Técnica:

Nome: Bakemono no Ko
Ano: 2015
Estúdio: Chizu
Adaptação: Obra original
Diretor: Mamoru Hosoda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s