Uma Breve Análise – One Punch Man: O Esforço Invisível.

One Punch Man
One Punch Man

(Esta análise foi originalmente publicada na página do blog no facebook)

One Punch Man é possivelmente um dos animes mais populares dos últimos anos. Recebido praticamente como um clássico instantâneo, dada a popularidade do mangá, a adaptação para anime em 2015 certamente não deixou a desejar.

Com a premissa de um herói tão poderoso que vence a qualquer inimigo com apenas um soco, One Punch Man é uma divertida sátira de diversos clichês típicos dos shounens de batalha e das histórias de heróis num geral.

Mas sob a veste de uma sátira, One Punch Man traz consigo uma temática que, ainda que provavelmente a maioria já tenha notado, eu acredito que vale a pena comentar. Antes, porém, um aviso: spoilers menores à frente, então só continue lendo se você tiver assistido o anime ou não se importa com pequenas revelações do roteiro.

Indo direto ao ponto, Saitama é extremamente poderoso, o mais poderoso dentro de seu universo. Contudo, ele é também um dos menos apreciados heróis de sua história. Mesmo salvando a cidade (e o mundo) constantemente, a maioria das pessoas nem sabem quem ele é, e boa parte daqueles que de fato sabem acabam tratando-o como uma fraude.

O motivo disso é que apesar de sua enorme força bruta, Saitama é considerado um herói de classe C, numa sociedade na qual os heróis são classificados em C, B, A e S. Novamente indo direto ao ponto: ninguém acredita que um herói do nível mais baixo poderia atingir, sem esforço, o que heróis de níveis mais alto não conseguiram.

E notem que aqui eu enfatizo o “sem esforço”. Saitama é tão forte que nem se pode chamar suas lutas de… bom, lutas. Ele aparece, dá um soco, vence, e é isso. Sem dificuldades, sem empecilhos, sem ficar contra a parede ou em risco, ele só… vence.

one punch2
One Punch Man

Agora, para nós, como espectadores, é fácil de saber o motivo disso, tanto dentro do anime (ele passou 3 anos treinando, afinal) quanto fora dele (a piada da história é justamente que ele vence tudo facilmente). Mas para os personagens, o Saitama é uma anomalia. Em um mundo que trata os heróis como verdadeiras celebridades, o Saitama… não brilha.

Ninguém sabe a sua história, de onde ele vem ou o que precisou para chegar ali. E como ele resolve tudo rapidamente, as pessoas mal o veem em ação. Saitama é eficiente, claro, mas talvez eficiente demais para o seu próprio bem. Em outras palavras: ele é tão bom no que faz, que se torna difícil de acreditar nele.

E esse é exatamente o ponto de One Punch Man. Quantas vezes nós, no mundo real, sem saber do esforço que levou uma pessoa até onde ela chegou, classificamos aquela pessoa como tendo um “dom” ou tendo “sorte”. Ou pior: como “trapaceira”.

Nós gostamos de ver o herói lutar. Gostamos de ver ele se esforçar para melhorar e ficar mais forte. O risco do herói perder, ou mesmo a derrota dele de fato, só torna o seu “retorno triunfal” ainda mais triunfal. Em suma: nós valorizamos o esforço. Mas só quando o vemos. Quando sabemos que ele existe.

É por isso que em época de Olimpiadas surgem tantas matérias mostrando a rotina dos desportistas, e é pelo mesmo motivo que muitos animes tem arcos de treinamento, ou do protagonista tendo que se reerguer após uma derrota.

One Punch Man, porém, faz o exato oposto, e ao fazê-lo ele acaba por cumprir o exato papel de uma sátira: mostrar, pelo exagero, o absurdo da realidade. E qual o absurdo que ele mostra? O de que, afinal, nós talvez estejamos menos preocupados com resultados, e mais com a performance que a pessoa faz para atingi-los.

Outros artigos que podem lhe interessar:

Uma Breve Análise – Kaiba: Design Como Mensagem

Lista – 5 Animes Curtos Para os Mais Variados Gostos

Imagens: One Punch Man, episódio 1

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s