Lista – 5 Animes Aclamados que Eu Não Gosto

EVA0

Acho que depois de consumir uma dada quantia de obras em uma mídia, e de estar imerso nela em termos de procurar discutir e conhecer a opinião alheia a respeito de dadas obras dessa mídia, é meio que inevitável uma pessoa ter aquela meia duzia de obras na qual completamente discorda da opinião vigente, seja desgostando do que a maioria gosta, ou gostando do que a maioria não gosta. Bom, ao menos isso sempre permite alguns bons debate, assumindo que nenhum dos lados esteja a fim de sair ofendendo um ao outro [rs]. “O que seria do azul se todos gostassem só do amarelo”, é o que diz o ditado, afinal. Em todo caso, aqui abaixo estão 5 animes nos quais a minha opinião vai na contra-mão da maioria dos avaliadores. Não que eu diga que esses 5 são realmente animes ruins, é mais que eles simplesmente não funcionaram para mim.

Sobre os critérios, eu quero chamar atenção para o título: eu digo que os 5 animes abaixo são aclamados, não necessariamente populares. Não que também sejam absolutamente desconhecidos, mas só quero dizer que se você espera encontrar algum shounen infinito ou adaptação de light novel harém aqui, então você provavelmente vai se decepcionar. Estes são animes que foram geralmente bem recebidos por aqueles que os assistiram, e que normalmente parecem ter boas avaliações daqueles que se aventuraram a criticá-los e analisá-los. Eles não estão aqui em nenhuma ordem em particular, então não pensem que eu desgostei mais deste ou daquele só por conta da numeração. No mais, na seção de comentários sinta-se a vontade para discordar de mim ou para comentar que obras aclamadas que você não gosta. E sem mais delongas, vamos à listinha /o/

5) NHK ni Youkoso

NHK ni Youkosou
NHK ni Youkosou

De todos os animes dessa lista, NHK ni Youkoso é possivelmente o mais desconhecido, pelo menos aqui no Brasil. Acredito que todas as demais entradas devem despertar algum sentimento de “eu já ouvi esse nome antes”, mas totalmente entendo se essa entrada não o fizer. Ainda assim, com uma média 8 no site My Anime List, resultado das notas dadas por mais de 140 mil usuários, ele é um anime claramente bem recebido. E eu sinceramente não entendo porquê.

Lançado em 2006, com 26 episódios, e adaptando ao mangá de mesmo nome (ainda que com várias divergências), NHK ni Youkoso conta a história de Sato, um hikkikomori (recluso) com sérios problemas de fobia social. Um dia, porém, a adolescente Misaki aparece em sua porta oferecendo a ele um treinamento para se recuperar de sua condição de recluso, e a partir daqui a história segue a interação de Sato com diversos personagens.

A série é bastante aclamada sobretudo pelo seu tom mais pesado, com diversas piadas de humor negro, personagens falhos e que expõe os podres humanos, e um tom geral de desesperança cínica que faz muitos considerarem esse anime como uma obra genial e realista. Eu não tenho a menor ideia de onde as pessoas tiraram isso.

NHK ni Youkosou
NHK ni Youkosou

O começo do anime é basicamente uma enorme sequência de piadas de vergonha alheia, cuja única função é fazer o Sato se humilhar sem motivo aparente. Pra quem gosta desse tipo de comédia deve ter sido interessante, mas se você não curte isso o anime não oferece absolutamente mais nada, pelo menos até o seu 8º episódio. A partir daqui a história vai mesmo tomando um rumo mais sério e denso, mas eu diria que é aquele clássico caso onde já era tarde demais, ao menos para mim.

Honestamente, eu poderia fazer toda uma análise detalhando o que eu não suporto nesse anime, mas como não quero ser prolixo eu vou só dizer que, tirando uma fenomenal trilha sonora, absolutamente nada em NHK conseguiu capturar a minha atenção. Personagens, temas, mesmo a animação: eu realmente não tenho nada de positivo a dizer sobre esse anime.

4) Shoujo Kakumei Utena

Shoujo Kakumei Utena
Shoujo Kakumei Utena

Mais conhecido no ocidente como Revolutionari Girl Utena, esse é um daqueles animes que, com o passar os anos, parece ter ganhado uma espécie de “aura” de “clássico”. Não que ele seja muito popular: o My Anime List coloca que apenas pouco mais de 22.700 usuários deram uma nota ao anime, mas com uma nota média de 8 ele ainda segue como muito bem recebido.

Lançado em 1997, a história começa com um prelúdio que conta a história de uma princesinha que acaba de perder os pais. Um príncipe em um cavalo branco então aparece para consolá-la, e lhe entrega um anel afirmando que um dia o anel a levaria até ele. Cortamos para a história de fato, e somos apresentados a Tenjou Utena, uma estudante na academia Ootori famosa pelo seu comportamento mais… “masculino”. Acontece que após receber o anel, Utena ficou tão impressionada com o príncipe que ela decidiu que um dia ela mesma se tornaria um, o que explica a sua postura.

Eventualmente, Utena é atirada contra a vontade em um jogo de duelos contra os membros do conselho estudantil, a cujo vencedor será concedido Himemiya Anthy, uma garota que guarda o poder de Dios, capaz de trazer a revolução ao mundo. Uma trama na qual nada é o que parece, que muitos afirmam ser uma inteligente desconstrução do shoujo, provocante em temas e execução. Já eu estava tentando não dormir conforme via o anime.

Shoujo Kakumei Utena
Shoujo Kakumei Utena

Eu não vou dizer que o anime é ruim, exatamente, mas meu senhor como ele é lento. De seus 39 episódios eu seriamente cortaria fora mais da metade (bem mais da metade). O anime tem todo um arco que, de tão inútil, é literalmente apagado dentro da própria história do anime! Adicione a isso diversos episódios que soam como puro filler, não adicionando absolutamente nada à trama central (a vasta maioria deles, aliás, focado na personagem Nanami… ou melhor, focado em fazer a Nanami parecer uma idiota), e três episódios de recap e boa sorte assistindo essa coisa sem acabar dormindo no meio.

Para piorar, a própria protagonista recebe tão pouco foco que sua relação com a personagem Anthy, que deveria ser a relação principal no anime, soa incrivelmente forçada e mal desenvolvida. Eu não quero me estender, porque honestamente esse é outro anime que eu poderia fazer todo um texto apontando os problemas, mas devo dizer que novamente a única coisa no anime que eu poderia elogiar é a sua trilha sonora (que parece, aliás, ter levado praticamente todo o dinheiro de produção dessa coisa).

3) Akira

Akira
Akira

Lançado em 1988, Akira, longa metragem que adapta o mangá de mesmo nome, é um legitimo clássico da animação japonesa. É um filme violento, visualmente impactante, com uma belíssima animação, e que tem ainda a importância histórica como um dos filmes que provaram para o ocidente que animes também poderiam ser um entretenimento para os mais velhos, e não apenas para crianças.

A história se passa no ano de 2019, após uma fictícia terceira guerra mundial. O Japão se reconstruiu, mas apenas arquitetonicamente. Socialmente, ainda é uma sociedade em frangalhos, com as ruas dominadas por gangues de jovens que travam disputas em plena luz do dia, pilotando suas motos pela cidade conforme lutam, causando diversos prejuízos e vítimas inocentes. E uma dessas gangues é aquela comandada pelo adolescente Kaneda.

Em uma dessas lutas, Kaneda e seu grupo, em especial seu amigo Tetsuo, entram em contato com uma criança dotada de poderes psíquicos, que fugira de uma instituição militar. E quando o governo chega para levar a criança de volta, estes decidem levar Tetsuo também. Num esforço para reaver seu amigo, Kaneda irá se meter em uma verdadeira conspiração anti-governamental, que pode colocar em risco não apenas a si mesmo como também ao mundo em que vive.

Akira
Akira

Por já ser bem antigo, o anime não é realmente muito visto, mas seu nome certamente persiste, especialmente entre os otakus mais velhos. E com uma média 8 no My Anime List, resultado de mais de 120 mil votos, ele ainda figura como um anime extremamente bem recebido, e não é pra menos. Eu definitivamente consigo ver bastante valor na obra, e realmente não tenho o que falar de negativo.

Por que ele está nessa lista então? Porque ele é um tédio! Eu não faço a menor ideia de como eu consegui achar um anime sobre violência de gangues, poderes psíquicos e o “fim do mundo” algo tedioso, mas meu deus essas foram as duas horas mais longas da minha vida. Talvez eu simplesmente não goste dessa estética de “mundo futurista dos anos 80”, ou talvez eu esperasse demais do anime, ou eu sei lá, mas simplesmente achei ele chato. Ainda assim, se você curte esses temas talvez devesse dar uma olhada: definitivamente eu não acho que é culpa do anime eu ter ficado entediado ao longo dele.

2) Steins;Gate

Steins;Gate
Steins;Gate

Se este blog tivesse um botão de “não gostei”, esta seria a hora em que o contador iria ao máximo. Oh bem… Vamos lá, Steins;Gate, anime de 2011 é possivelmente o anime mais popular em toda essa lista, e seus status no My Anime List certamente corroboram essa fala. Mais de 340 mil usuários já deram a sua nota para esse anime, que com um impressionante 9 como média figura entre os animes mais bem recebidos da história.

Adaptação em 24 episódios da visual novel de mesmo nome, no anime acompanhamos Okabe, que acidentalmente inventa uma máquina do tempo. Inicialmente a usando para os mais variados propósitos, logo ele verá que mexer com o tempo pode trazer consequências terríveis, além de acabar atraindo a atenção de pessoas que Okabe talvez preferisse bem longe dele. Bom, ou ao menos é o que eu ouvi falar.

Sendo bem sincero aqui, eu nunca consegui passar do primeiro episódio desse anime. E não, o problema não foi o ritmo. Eu sei que muita gente fala que o anime começa mais lento, ou que ele começa com muitas coisas sem resposta, mas nada disso é um problema para mim (digo, ao menos no primeiro episódio). Mais: sendo bem sincero eu não sei até que ponto eu concordo com a ideia de que o primeiro episódio é lento. Num geral, ele parece uma boa introdução à história.

Steins;Gate
Steins;Gate

Não, o meu problema é total e completamente com o Okabe. Eu odiei o personagem. Eu não quero falar demais, até porque o ponto dessa lista não é fazer um rant desenfreado (não a toa eu tenho resumido minhas críticas a um ou dois parágrafos apenas), mas o Okabe é o exato tipo de personagem que eu não consigo suportar, que é esses personagens com síndrome de chuunibiyou.

Cada fala desse tipo de personagem me dá vontade de dar um facepalm, e ao final do primeiro episódio eu já estava querendo é socar o meu monitor. E sim, eu sei, o personagem desenvolve depois, fica melhor depois, depois, depois, depois… Lamento, eu não quero assistir sei lá quantos episódios de “por favor, morra” para então começar a me importar com o personagem! **Respira** Ok, ok, como eu disse eu não quero também que isso se torne um rant (bom, um rant ainda maior), então vamos ficando por aqui [rs]

1) Neon Genesis Evangelion

EVA2
Neon Genesis Evangelion

Se Steins;Gate é o anime mais popular dessa lista, Neon Genesis Evangelion, anime de 1995, é possivelmente aquele com mais “nome”. E bom, em todo caso ele definitivamente também não é “impopular”. Com mais de 250 mil pessoas dando uma nota no My Anime List, esse é o segundo anime mais visto dessa minha lista. E com ainda outra nota média 8, ele também se mostra muito bem recebido.

A história, contada em 26 episódios mais um filme para o cinema, se passa no ano de 2015, após um enorme desastre 15 anos, conhecido como Segundo Impacto. Agora, criaturas misteriosas conhecidas como Angels começam a surgir no Japão, e nenhuma arma parece ter efeito nestes gigantescos monstros. É então que resta apenas uma alternativa: Os enormes robôs Evangelions, ou EVA Units, projetados especificamente para lutar contra os Angels.

Porém, apenas uma criança nascida após o Segundo Impacto parece ser capaz de controlar esses imensos robôs. E uma destas crianças é Shinji Ikari, cujo pai é um dos principais responsáveis pelo projeto que deu origem aos EVAs. Agora, e muito a contra-gosto, Shinji terá de lutar contra os Angels a fim de proteger a raça humana… ou assim os primeiros episódios fazem parecer.

Neon Genesis Evangelion
Neon Genesis Evangelion

EVA é saudado como uma desconstrução do gênero “mecha”, subvertendo muitos dos princípios que regiam ao gênero (por exemplo, o fato dos “robôs” gigantes não serem bem robôs de fato, isso só pra dizer o mínimo). É uma série com um clima bastante pesado, com personagens bastante falhos e traumatizados, e que procura mostrar o quão psicologicamente desastroso pode ser para uma pessoa ter de lutar com o destino do mundo em seus ombros. E claro, tem aquele final, que aparentemente pegou muita gente de surpresa.

Meu problema com EVA? Tirando o fato que eu o acho extremamente overrated, meu maior problema com a série vem com o seu universo, que é ridiculamente mal explorado e mal explicado, deixando diversas perguntas no ar. Por exemplo, por que os Anjos são chamados de Anjos? O anime faz essa pergunta umas duas vezes ao longo da história, mas nem se quer tenta dar uma resposta. E diversas outras questões recebem o exato mesmo tratamento. Adicione a isso que o anime faz questão de não ter um só personagem carismático ou gostável naquela coisa e você tem uma história que eu simplesmente não consigo engolir. Isso dito, eu gosto bastante dos temas do anime. Pena que só disso.

Outros artigos que podem lhe interessar:

O que você valoriza em um anime?

Review – Mawaru Penguindrum

Lista – 5 Animes que Vão Te Fazer Pensar

Imagens (na ordem em que aparecem):

1 – Neon Genesis Evangelion, episódio 1

2 – NHK ni Youkoso, episódio 1

3 – NHK ni Youkoso, episódio 1

4 – Shoujo Kakumei Utena, episódio 1

5 – Shoujo Kakumei Utena, episódio 1

6 – Akira

7 – Akira

8 – Steins;Gate, episódio 1

9 – Steins;Gate, episódio 1

10 – Neon Genesis Evangelion, episódio 1

11 – Neon Genesis Evangelion, episódio 1

Anúncios

10 comentários sobre “Lista – 5 Animes Aclamados que Eu Não Gosto

  1. Desses eu vi um pouco de NHK, Utena eu tive um pequeno, mas muito pequeno interesse a ver, mas devido a algumas dificuldades e ao anime em si desisti, Evagelion, eu só vi porque eu estava necessitando de um anime para ver, numa época que não passava nenhum numa canal aberta e eu não tinha cesso a outros, amo a música de abertura dele, mas é bem por ai mesmo.
    Akira, ainda vou ver, até então não sei o que dizer, e quanto a Steins gate, eu prefiro não vê animes baseados em Visual novel, ja que não costumo me dar bem com eles. Mas quanto ao jogo pretendo jogar a versão em espanhol dele um dia.
    Otima ideia de postagem adorei ^^

    Curtido por 1 pessoa

  2. Começando do fim:

    1. Também não gosto de Evangelion (por motivos diversos aos seus), mas Shinji é o melhor protagonista de animes para sempre.

    Ninguém precisa concordar com esse absurdo. Só digo isso porque ele é, digamos assim, um personagem único, ou pioneiro, ou o mais famoso desses personagens introspectivos e depressivos. Se eu for pegar uma lista dos cem últimos animes que eu vi, não encontrarei nenhum protagonista que se assemelhe a ele. Eu gosto desses personagens únicos e diferentes, fazem a história ter um toque diferente. O Shinji não é um personagem para a gente gostar dele, por isso ele é legal, por isso gosto dele^^.

    2. Como você não gostou de Steins; gate? Ah, por causa do personagem? Ah, tá entendi^^. Achei que fosse por causa da história, se você não assistiu ao anime pelo personagem é normal, eu acho…

    Só um adendo: você diz que Steins; gate é uma obra original de 24 episódios, mas na verdade o anime é uma adaptação de um jogo.

    3. Muito normal não gostar de Akira.

    4. Utena. Não vi, preciso ver…

    5. Um ex-editor da Panini comentava que o mangá de Bem-vindo a NHK era o melhor mangá sobre a sociedade japonesa que quase ninguém leu. Rs

    Com essas opiniões diversas também é outro anime/mangá que preciso conferir…

    ———
    Só um adendo que não é propaganda, mas fica parecendo que é. Fiz uma lista com 5 mangás lançados no Brasil em 2015 que me decepcionaram e neles cito Steins; gate^^.

    https://bibliotecabrasileirademangas.wordpress.com/2016/06/27/as-decepcoes-de-2015/

    Curtir

    • Obrigado pelo toque sobre steins;gate, já arrumei xD Não sei porquê coloquei como anime original lol.

      Sobre EVA, eu até que gosto do Shinji. De todo mundo ali ele é de longe o menos babaca, isso é legal :v kkkkk

      E sobre o link, acho que cheguei a ver o seu post quando saiu =O Eu vira e mexe leio o BBM, só que esse artigo eu só dei uma passada de olho por cima porque não li nem comprei praticamente nada citado xD

      Curtir

  3. Primeiro, parabéns pelas postagens de qualidade e bem escritas. Conheci esse blog pela incrível análise de Ergo Proxy e não consegui mais parar de ler.
    Como é uma lista citando gosto pessoal, não tem muito o que discutir exceto sobre o Steins;Gate.
    Tive uma reação parecida com a sua quando vi o primeiro episódio, achando que o protagonista era o personagem mais estúpido que já tinha visto na vida. Entretanto, como a temática de viagem no tempo me atrai demais resolvi prosseguir e digo, mudei completamente de opinião sobre o personagem, passando inclusive a gostar dele e rir das bobagens que ele fala.
    Confesso que adoraria que você desse uma segunda chance e postasse um review, pois seus textos são muito esclarecedores e induzem a reflexão.

    Abraços
    Ricardo.

    Curtir

    • Bom, em primeiro lugar, agradeço os elogios, que bom que gostou do blog ^^

      Sobre Steins;Gate… Difícil, personagens como Okabe realmente não me descem rs. Mas mesmo que eu por ventura assistisse, acho pouco provável que eu fizesse uma review aqui, isso por conta da popularidade do anime. Eu não costumo fazer uma review completa de obras muito populares aqui, porque eu sempre fico com aquela sensação de que, em casos assim, tudo o que podia ser dito já foi =P

      Curtir

  4. Então gente eu passei por uma coisa semelhante, no meu caso foi com um anime diferente deste lista.

    Eu a muito tempo atrás dropei Paranoia Agent, depois fiqueis um tempo vendo outras coisas e entrei na onda de ver animes com teor psicológico maior como Psychoo Pass, Serial Experiments Lain, Paprika e pum consegui gostar de Paranoia Agent, consegui até debater sobre o anime e fiquei fan dele.

    O que eu digo para vcs deem uma segunda chance para estes animes quando vcs perceberem que estão prontos.

    Se vcs começaram já é mais do que eu que nem começo boku no hero e nem pretende, pq odeio shounen, tirando alguns como EVA kkkk…

    Curtir

    • Entendo o que você quer dizer, e tem alguns animes que eu não gostei no passado e pretendo dar uma segunda chance no futuro (Lain, por exemplo rs). Farei isso com algo dessa lista? Talvez. Não tão cedo, mas talvez xD.

      Em tempo, também não curti Paranoia Agent =P Mesmo assim, ainda acho um bom anime, só não pra mim XD (inclusive, inclui ele na minha lista de animes que não gostei, mas ainda indico. Olhando nas listas do blog deve ser fácil achar, caso tenha curiosidade rs)

      Curtir

  5. NHK Ni Yokoso é aquele tipo de anime que te deixa deprimido só de ver tanta gente deprimida no anime… A sensação que dá ao assistir esse anime, é estranha. Quando assisti, fiquei triste, mas ao mesmo tempo empolgado pelo desenrolar do anime, mesmo sabendo claramente que os personagens do anime não solucionariam seus problemas devido suas características de hikikomori.
    Deve ter tido uma nota alta por causa da verossimilhança acerca da realidade vivida pelo povo nipônico.

    Curtir

    • Sinceramente, eu não vi nada de verossímil ali, e esse é o meu maior problema com o anime. Ele é muito comentado como essa obra realista, dark e madura, mas… não. É só mais uma comédia mesmo. E nem sei se consideraria dark comedy, ele é só… cringe x_x Fora que como representação da situação japonesa ele falha miseravelmente, na medida em que faz parecer que seus personagens é que são culpados pelos próprios problemas, sem levar em conta os vários fatores sociais, econômicos, trabalhistas, psicológicos e outros que, enquanto o anime tenta levemente tocar, ele nunca realmente trabalha ou desenvolve de uma forma significativa. O resultado é uma obra que você pode resumir em “é, a vida é uma droga, vai trabalhar vagabundo”, numa moral completamente conformista e alienante que muito me incomoda. Honestamente, existem obras ruins e existem obras nocivas, e eu encaixaria NHK no segundo grupo =P

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s