Lista – 10 Musicas de Vocaloid que Valem a Pena Ouvir (Parte 2)

voca0

Dentre todas as mídias que já surgiram em meio à cultura pop japonesa, incluindo ai animes, mangás, doramas, e outras, possivelmente a mídia mais subestimada e esquecida, ao menos aqui no Brasil, é aquela iniciada com os vocaloids. Agora, se você não sabe o que é um vocaloid, resumidamente ele é um programa usado para gerar um voz artificial, e para maiores informações eu recomendo que de uma rápida olhada no primeiro parágrafo da minha primeira lista de 10 musicas de vocaloid que valem a pena ouvir. Mas voltando ao ponto, quando eu fiz a minha primeira lista eu a fiz justamente para tentar mostrar que essa mídia tem muito mais a oferecer do que a maioria das pessoas parece pensar. Normalmente vocaloids são vistos como aquelas vozes “estranhas” que cantam musicas alegres e bobinhas, mas enquanto existem musicas do tipo (algumas muito boas, diga-se de passagem), elas não representam mais do que uma parte da mídia. E embora a minha primeira lista tenha trazido algumas ótimas musicas para quebrar um pouco esse “preconceito”, existem tantas boas musicas de vocaloid que eu não adicionei a ela, por tentar me prender a apenas 10 entradas, que eu simplesmente queria dar uma continuidade para a ideia. Então, eu decidir criar esta série.

Sim, “série”. A partir de agora, todo mês eu trarei uma nova listagem com 10 recomendações de musicas soltas ou 5 recomendações de séries inteiras (embora esse segundo tipo será bem mais raro, já adianto). Os critérios para decidir quais musicas entram na lista, porém, serão um pouco… aleatórios. Algumas listas serão apenas compilados de várias boas musicas, mas em outras eu talvez tente me prender a um tema, gênero ou vocaloid em específico (ainda que a ideia de uma lista do tipo “10 musicas da Miku” não me parece realmente provável a curto prazo, mas fica aberta a possibilidade [rs]). Já para esta lista, eu tentei priorizar a diversidade, trazendo musicas de vários vocaloids diferentes. Alguns são bem conhecidos, outros nem tanto, mas todas são musicas bem interessantes, provocativas, e tocantes. E claro, fica o aviso de sempre: é uma lista, não um top. São apenas 10 musicas aleatórias que achei que vocês poderiam gostar, mais nada. Em adição, ainda que a vasta maioria dos criadores de musicas (chamados no meio de “producers“) usem apenas o site japonês Nico Nico Douga, alguns possuem um canal também no Youtube, postando musicas em ambos os sites. Quando alguma musica da lista aparecia no canal no youtube do producer eu deixei um link para a mesma, então sintam-se a vontade para ir dar alguma visualização para eles. Por último, todas as citações às letras das musicas feitas aqui são traduções ou paráfrases das letras encontrada na Vocaloid Lyrics Wiki. E feitos todos os informes, vamos à listagem /o/

10) Vários – Blessing

Blessing
Blessing

Na minha lista anterior, eu preferi começar com as musicas cantadas por apenas um vocaloid, para então ir mostrando, ao final, alguns exemplos de musicas que usam vários. Assim sendo, decidi fazer o completo oposto aqui, e com isso já iniciamos com uma musica que faz uso de seis vocaloids: Miku, Rin, Len, Kaito, Meiko e Luka.

Blessing“, lançada em abril de 2014, teve letra, musica, arranjo e vídeo do producer Halyosy, mas a musica só foi realmente possível graças à colaboração de vários usuários do Nico Nico Douga. E, segundo o autor, a musica foi composta para o seu sobrinho, então com 3 anos, como uma canção para animá-lo quando chegasse o tempo em que as coisas ficassem difíceis.

O resultado é uma musica tão bonita quanto é animadora. Reconhecendo as dificuldades da vida, a canção incentiva ao ouvinte a seguir em frente. Afinal, é como a letra nos diz: “mesmo que o mundo acabe amanhã, continue seguindo em frente até o último segundo”. Enquanto vivermos, algo de bom pode nos acontecer. “E na próxima semana, próximo mês, próximo ano, e na próxima vida, vamos celebrar juntos”. Uma ótima musica para se ouvir quando se estiver chateado.

9) Vários – Kami no Manimani

Kami no Manimani
Kami no Manimani

E temos outra musica de 2014, esta agora de fevereiro. Kami no Manimani (ou “At God’s Mercy”, como ficou o nome oficial em inglês) tem musica e letra do producer Rerulili, com ilustrações de Ichinose Yukino, e faz uso de três vocalois: Miku, Rin e Gumi.

A história da musica é uma recontagem de um mito famoso da deusa Amaterasu: após ser continuamente atormantada por seu irmão Susanoo, a deusa se isola em uma caverna, e como resultado o sol desaparece do céu. Para tirá-la da caverna, os deuses organizaram um plano: deram uma grane festança, celebrando a noite, e quando Amaterasu olhou por uma fresta da caverna para tentar ver o que acontecia lá fora, os deuses colocaram um espelho à sua frente. Assim, Amaterasu acabou se cegando momentaneamente com o próprio brilho, e nisso os deuses a puxaram para fora da caverna.

A musica segue o mito original praticamente à risca (bom, menos a parte em que Susanoo acaba banido), mas a letra é sobretudo a respeito de procurar seguir em frente apesar das adversidades. E, claro, sobre não deixar as atitudes inconsequentes daqueles que querem te perturbar te impedir de seguir vivendo a sua vida. Uma musica bonitinha, alegre e divertida, outra boa pedida para os dias em que as coisas não estão dando muito certo.

8) Nekomura Iroha (feat. VY2) – Jikon no Youyou Kono Keikou ni Ari

Jikon no Youyou Kono Keikou ni Ari
Jikon no Youyou Kono Keikou ni Ari

Bom… É vocaloid, afinal, não podia demorar muito até aparecer alguma tragédia. E que tragédia… A do pior tipo possível. Uma produção do chamado Team Kamiuta, a musica Jikon no Youyou Kono Keikou ni Ari foi lançada em outubro de 2012, sendo cantada majoritariamente pela vocaloid Iroha, com um pequeno trecho cantado por um outro vocaloid, VY2.

A história da musica é contada da perspectiva de uma mulher cujo namorado foi enviado para servir na Segunda Guerra Mundial. E, um dia, ela recebe uma carta informando que o namorado foi escolhido como kamikaze. Para quem não sabe, o termo (formado pelas palavras japonesas “Kami”, “deus”, e “Kaze”, “vento”) designava pilotos suicidas, cuja missão era atirar o próprio avião contra os navios inimigos.

A musica traz consigo uma bela e trágica humanização da guerra. Soldados, por vezes com “dezessete, dezoito anos”, enviados “pelo bem de seu país”, deixando para trás seus entes queridos, que só poderiam lamentar em silêncio. Eu costumo dizer que numa guerra não existem heróis, e acreditem, todos os países envolvidos na Segunda Guerra cometeram atrocidades indescritíveis. Mas essa musica é uma boa lembrança de que também não existem monstros. São pessoas. Lutando por um ideal, uma nação, uma forma de viver, um ente querido. Protegendo aquilo que consideram precioso. E perdendo a vida no processo, deixando para trás apenas sofrimento. Como disse, o pior tipo de tragédia: a real.

7) IA – Genjitsuteki Ronri Shugisha

Genjitsuteki Ronri Shugisha
Genjitsuteki Ronri Shugisha

Lançada em março de 2012, “Genjitsuteki Ronri Shugisha” foi a primeira musica cantada pela vocaloid IA a entrar no chamado Hall da Fama, reservado para as musicas de vocaloid que ultrapassam as 100.000 visualizações no Nico Nico Douga.

Com letra e musica do producer Goboumen e ilustrações de Koyubi, a musica é cantada do ponto de vista de uma garota que se sente subestimada por aqueles ao seu redor. Frases como “todos ao meu redor são meus inimigos” e “sua existência é como o ar; mesmo que você não esteja aqui, dá no mesmo” dão uma boa dimensão de como a protagonista parece se sentir isolada em seu meio, mas a musica em si vai bastante além de apenas mostrar as insatisfações de uma jovem que não se encaixa no mundo.

A musica já começa com uma crítica à televisão, nos dizendo “as notícias matutinas me fizeram de idiota, tendo um título importante, privilégios e armas bem conhecidas, e palavras complicadas, todas lado a lado”. Outras frases fazem alusão ao caráter competitivo da sociedade, que nos leva a subestimar uns aos outros e a olhar com desprezo para aqueles que não parecem tão dedicados. E ainda outras expressam o caráter normativo da nossa sociedade, onde se espera que apenas obedeçamos e ponto. É uma musica um tanto quanto complicada em sua letra, mas que traz algumas boas considerações para se pensar, e por isso fica a recomendação.

6) Kagamine Len – Classroom no Boukansha

Classroom no Boukansha
Classroom no Boukansha

Com musica e letra de Wantarou, e ilustrações de Kapi, “Classroom no Boukansha” foi lançada em fevereiro de 2014, sendo cantada pelo vocaloid Kagamine Len. E se à primeira vista a musica parece apenas as lamentações de um jovem isolado, é também possível ver nela uma interessante alegoria para o próprio crescimento e amadurecimento.

A musica começa com um jovem que acaba se isolando dos demais de sua classe. Segundo o mesmo, todos estão mudando muito rápido, mas sua incapacidade de se ajustar a “compromisso, conformidade, consenso” o impediram de acompanhar os demais, uma interessante sequência que indica a passagem da infância para a adolescência, onde o ajustar-se ao grupo vai se tornando mais importante. O que se segue após isso retrata o crescimento desse jovem, que acaba imerso em auto-depreciação, solidão e dúvida, chegando mesmo a flertar com o suicídio.

Ao final, o rapaz começa a acreditar que pessoas piores do que ele existem, o que pode ser um indicativo da passagem para a vida adulta, que deixa para trás as confusões e dúvidas da adolescência. Mas apesar desse encerramento um tanto quanto mais otimista, é uma musica que traz algumas interessantes considerações sobre como vamos mudando conforme crescemos. O jovem que começou dizendo “me tornei o tipo de ‘adulto’ que odeio”, encerra afirmando que “caras piores do que eu existem”. O que tirar disso, eu deixo para cada um considerar por si próprio.

5) Kagamine Rin – Terror

Terror
Terror

“Como se sente, tendo se tornado o tipo de pessoa que você nunca quis ser?” Bom… Eis aqui um tema comum, pelo visto… Lançada em junho de 2014, “Terror” teve letra e musica de Neru, com ilustrações de Ryuusee e voz da vocaloid Kagamine Rin.

O tema desta musica é semelhante ao da anterior, a ideia de uma pressão social que tenta nos moldar. Aqui, porém, a solução dada é uma exaltação ao individualismo e a busca de suas próprias vontades. Frases como “é a hora de você agarrar todos os sonhos jogados fora” e “mesmo quando cansado, revide. Seu coração é seu e seu apenas” perfazem toda a musica, que clama por um “golpe de estado na vida”, incentivando a busca de seus próprio sonhos.

A metáfora de ser a si mesmo como uma espécie de ato de rebelião não é exatamente nova, mas é ainda bastante útil. Sim, tempos difíceis virão. Sim, existe pressão para se ser apenas de um jeito. Mas ainda assim, cada um pode buscar sua própria felicidade. É, você irá falhar algumas vezes. Mas tudo bem, faz parte. O importante é persistir nessa pequena “revolução” individual.

4) Megurine Luka – No Logic

No Logic
No Logic

Bom, vamos agora um pouco mais para trás no tempo. “No Logic” foi lançada pelo producer JimmyThumb-P em setembro de 2009, sendo cantada pela vocaloid Megurine Luka. Infelizmente, a musica não conta com nenhuma animação, sendo apenas a imagem acima com a voz sobre, mas a letra certamente compensa a falta de um vídeo mais elaborado.

“No Logic” é basicamente sobre aceitar as próprias imperfeições e tentar viver os seus sonhos, em uma mensagem bem próxima àquela da entrada anterior. Frases como “você não deveria ir para a cama quando está cansado? Não pode maneirar um pouco de vez em quando?” são um bom lembrete para que levemos a vida um pouco menos a sério, nos concentrando menos em atingir a perfeição e mais em realizar os nossos próprios anseios. “Fazer o que quer fazer, você nasceu, não é?” nos pergunta a musica.

Em adição, a canção também nos lembra de procurar aproveitar o momento. “Algum dia, todos se arrependerão do hoje ao qual não podem voltar mais”, a musica diz em um dado momento, e ainda comenta depois: “se você colocar um sorriso forçado no rosto; veja, você não está nada feliz, não é mesmo?” Então aproveitemos o hoje, e persigamos o amanhã que desejamos. Ninguém é perfeito, então não tentemos ser. E mesmo que tudo dê errado, é como nos diz a musica: “eu só tenho que parar e repensar, não é?”

3) Hatsune Miku – Kusogee Jikkyou Purei

Kusogee Jikkyou Purei
Kusogee Jikkyou Purei

Uma musica produzida por Onyuu-P, “Kusogee Jikkyou Purei” foi lançada em janeiro de 2010, sendo cantada pela vocaloid Hatsune Miku. A musica começa com a personagem reclamando de um “jogo de merda” (“kusogee”), no qual ela perde até para os monstros mais fracos e não consegue avançar. Contudo, mais para o final a musica mostra que o “jogo” é menos um jogo de fato, e mais uma alegoria para a própria vida.

A personagem tenta falar com as pessoas, mas elas a evitam. Reclama também do cenário, onde “cada novo desenvolvimento é um grande”. E lamenta: “estou tão cansada. Talvez devesse só apertar reset“. Contudo, uma vez que o cenário de fundo muda do cenário fantástico de um mundo de fantasia para aquele de uma cidade comum, a personagem conclui: “meus dias são uma merda, e nada segue como planejado, mas vou continuar avançando, até alcançar o felizes para sempre”.

E ao final, a musica nos lembra: “por que estou levando esse jogo estúpido tão a sério? Tanto faz, acho que vou tentar de novo amanhã”. Uma mensagem que vale tanto para os jogos de fato quanto para a vida como um todo. Afinal, mesmo que as coisas estejam mal, sempre podemos parar um pouco, respirar fundo, e tentar de novo.

2) Fukase – Dare mo Shiranai Happy Ending

voca9
Dare mo Shiranai Happy Ending

Que dizer de uma história na qual nada de mais acontece? Lançada em fevereiro de 2016, Dare mo Shiranai Happy Ending é uma musica do producer 40meterP, com arte e vídeo de Tama, sendo cantada pelo vocaloid Fukase. E, em sua história, acompanhamos os dias normais de um casal com o qual nada de especial acontece.

A musica vem como um pequeno diálogo para com alguns contos folclóricos japoneses, nos quais temos uma ou mais pessoas vivendo uma vida normal, quando então algo de espetacular acontece. Inclusive, a própria abertura da musica, que começa com “mukashi mukashi”, é já uma referência a estes contos, considerando que essa fala seria o equivalente nosso de “há muito tempo atrás…”

O ponto da canção está no fato de que apesar de viveram uma vida completamente normal, sem nada de mais acontecendo, o casal ainda assim foi feliz. É, assim, uma musica sobre apreciar a vida, em toda sua simplicidade e normalidade, entendendo que não é necessário uma série de eventos mágicos e fantasiosos para que cada um possa perseguir ao seu próprio “final feliz”: basta viver a vida, em sua plenitude, e aproveitar cada dia que vier, assim como o casal o fez, apreciando cada dia na companhia um do outro.

1) GUMI – Shounen to Mahou no Robot

Shounen to Mahou no Robot
Shounen to Mahou no Robot

E para finalizar, temos uma musica que, na minha opinião, perfeitamente expressa qual a maior vantagem da própria existência dos vocaloids. Sendo outra criação do producer 40meterP, também com arte de Tama, Shounen to Mahou no Robot foi lançada em março de 2013, cantada pela vocaloid GUMI. E mais recentemente, em março de 2016, a musica recebe ainda uma segunda versão, agora cantada pelo vocaloid Fukase.

A história é bem simples. Um garoto gostava de compor musicas, mas não tinha confiança na própria voz para cantá-las. Um cientista, vendo a situação, decidiu tentar ajudar ao garoto. Assim, ele construiu para o menino um robô capaz de cantar, desde que lhe dessem uma musica para tanto. Claro, a voz não era perfeita. Era um pouco “esquisita” e “mecânica”. Ainda assim, “ela certamente tocou os corações de incontáveis pessoas”. A metáfora aqui é bem óbvia: o robô é um vocaloid, e o garoto, um producer.

Para mim, a grande vantagem dos vocaloids (e dos sintetizadores de voz num geral, aliás) é o seu caráter democrático. Qualquer um pode comprar o produto e aprender a usá-lo. E com isso qualquer um pode dar voz aos seus pensamentos, criando algo que talvez não teria um espaço na mídia mais tradicional. É, vocaloids tem uma voz ainda um pouco artificial, metálica, robótica. Não é uma voz perfeita. Mas é o suficiente. O bastante para passar a mensagem que seu autor quiser passar, seja esta uma crítica, uma mensagem de encorajamento, ou algo mais alegre e simples. É por isso que gosto dessa mídia, e esta música faz um ótimo trabalho representando esse princípio.

Imagens (na ordem em que aparecem):

1 – Shounen to Mahou no Robot

2 – Blessing

3 – Kami no Manimani

4 – Jikon no Youyou Kono Keikou ni Ari

5 – Genjitsuteki Ronri Shugisha

6 – Classroom no Boukansha

7 – Terror

8 – No Logic

9 – Kusogee Jikkyou Purei

10 – Dare mo Shiranai Happy Ending

11 – Shounen to Mahou no Robot

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s