Podemos comparar animes?

Abra literalmente qualquer área de comentários em uma página de animes grande no facebook, ou em algum episódio de um anime popular em algum site de visualização online: quase sempre haverá uma discussão derivada da comparação entre dois animes. “Naruto é melhor do que Dragonball”; “Shingeki é melhor do que Sword Art Online”; “One piece é melhor do que Naruto”: basta alguém postar um comentário assim (pura expressão de ódio sem qualquer base argumentativa real) que logo vemos uma enxurrada de comentários em resposta, desde o monótono “isso ae champs” até coisas como “cala a boca, seu lixo”. Pois bem, mas deixando de lado esses “gentis senhores” que “realmente” sabem “argumentar” com “primor” (entendeu? Aspas indicam sarcasmo :D Viu? Viu? Oh… Sim? Ok então… Prosseguindo .-. ), discussões como essas levantam uma questão: podemos comparar animes?

Para algumas pessoas, que vez ou outra surgem nas discussões acima mencionadas, a resposta é um claro e sonoro não. Normalmente, o principal argumento usado surge quando se comparam animes radicalmente diferentes (como no exemplo de Shingeki comparado a Sword Art Online, uma das comparações mais famosas quando Shingeki lançou) ou quando, apesar de terem propostas semelhantes, os animes tomam caminhos bastante diferentes (um bom exemplo disso são as constantes comparações entre Sword Art Online e Log Horizon, que possivelmente irão se intensificar, agora com o lançamento da segunda temporada de Log Horizon em outubro desse ano), sendo este a noção de que não podemos comparar obras diferentes, mas sim apenas assistir ao que gostamos e deixar que cada um veja o que gosta. Agora, eu vejo que há certa verdade nisso, mas também certa inverdade, além de algumas consequências desagradáveis.

Bom, deixem-me, antes, começar pelo título desse post, e depois eu desenvolvo melhor a ideia acima: nós podemos comparar animes? O que eu quero dizer com isso é: é possível, objetivamente falando, nós dizermos se um anime é melhor ou pior do que o outro? Na minha opinião, a resposta é: “é complicado”. Parte fácil primeiro, eu acredito que existam sim critérios objetivos para se dizer se um anime é bom ou ruim. Para começar, temos o roteiro, e um roteiro mal desenvolvido ou cheio de furos normalmente é uma das críticas mais comuns que um anime pode receber (Exemplo vai para Neo Genesis Evangelion, com um roteiro repleto de furos). Em seguida temos as personagens, que se forem mal desenvolvidas ou agirem de forma não condizente com a personalidade estabelecida podem levantar outras tantas críticas (um bom exemplo, aqui, seria Dragonball Z, onde, ainda que ajam sempre de forma condizente com suas personalidades, os personagens tem bem pouco – quando não nada – de desenvolvimento). Animação é outro detalhe que costuma ser bem criticado, com uma animação mal feita podendo trazer má fama ao anime. Trilha sonora, aliás, segue na mesma lógica da animação: se mal feita pode trazer desgosto para com a obra como um todo. Na teoria, se um anime apresentar mais falhas nesses aspectos do que outro, então esse outro anime seria melhor, certo?

Bom… Reparem nos exemplos que eu dei. Neo Genesis Evangelion, Dragonball Z… Esses são animes que, e apesar de suas falhas, ganharam enorme notoriedade. Quer você goste ou não desses animes, não pode negar a importância que tiveram e os precedentes que criaram. Muitos dos shonens modernos devem muito a Dragonball, o mesmo valendo para muitas das modernas obras mais voltadas para a desconstrução de um gênero, que muito devem a Evangelion. Por quê? De um ponto de vista puramente objetivo, esses animes tem sérios problemas, então por que ganharam tanta importância, mesmo maior do que muitos animes objetivamente melhores? Bom, porque objetividade não é tudo. Gosto tem um papel fundamental em determinar, pessoalmente, se uma dada obra é boa ou não para você. Quantos de nós já não pegaram um anime que simplesmente não quiserem continuar vendo, mas também não conseguiu dizer o que exatamente havia de errado nele? Eu já, e tenho certeza de que muitos que leem também. E o motivo disso é que, ainda que o anime seja tecnicamente (ou seja, em termos técnicos mesmo, do roteiro, desenvolvimento, animação, etc.) perfeito, ainda pode simplesmente não ser do nosso gosto. Por outro lado, o contrário também é totalmente possível: um anime repleto de falhas e furos ainda pode nos dar exatamente a experiência que procurávamos, atingindo em cheio nosso gosto e nos mantendo na frente da tela assistindo-o até o final.

E é por isso que eu disse que a resposta era complicada. Ainda que existam, sim, critérios objetivos para se julgar se uma obra é boa ou ruim (que são os critérios que a maioria dos críticos, sejam literários, de cinema, ou o que for, costumam empregar), isso não muda o fato de que uma pessoa pode pegar esses critérios, atirar pela janela e falar “quer saber? Dane-se, eu gosto e ponto final”. Via de regra, é exatamente isso que acontece nas discussões que eu mencionei no primeiro parágrafos: as pessoas fazem julgamentos apenas com base em seus gostos pessoais, bem poucas vezes considerando a intenção do autor (a exemplo de criticas genéricas como “este anime é muito parado”, quando essa era exatamente a proposta da obra) ou qualquer um dos critérios mais objetivos que eu elenquei acima. E aqui, honestamente, eu vou com aqueles que dizem que animes não se comparam. Se for para usar gosto como única base argumentativa, então é mesmo melhor que cada um veja o que gosta e parem de implicar com o fandom de outros animes.

Eu acho que nesse ponto já está bem obvio que, para mim, a questão é menos de se podemos comparar animes e mais de se devemos comparar anime. E bom, como eu acabei de dizer, se for somente para engrandecer aquilo que o nosso gosto pessoal diz ser bom, se for apenas para causar brigas desnecessárias porque você quer que todos saibam o quão fanboy ou hater de um dado anime você é, então é melhor que nos mantenhamos em silêncio. Mas isso não significa que nós absolutamente não devemos comparar animes. Apenas quero dizer que, se o formos fazer, devemos deixar nosso gosto pessoal de lado.

Ok, desenvolvendo isso. Uma das coisas que eu não concordo com aqueles que dizem que devemos apenas apreciar o anime e se não gostar é só parar de ver é a noção de conformismo que isso passa. Na minha opinião, qualquer industria, negócio, mesmo qualquer pessoa precisa de críticas. Críticas são aquilo que nos permitem ver o que está errado ou simplesmente pode melhorar. Mas para isso, é preciso que a crítica seja construtiva, que exponha a falha de forma clara e objetiva, e não que seja apenas… baboseiras motivadas por ódio. E sim, eu sei que fazer isso não é fácil. Pelo contrário, quando encontramos uma obra que realmente nos desagrada, é muito fácil sair esbravejando o quanto aquele anime é horrível e ponto, ao passo que quando encontramos algo que gostamos é fácil ignorar as falhas. Mas é preciso tentar. E, nesse tentar apontar as falhas, se você puder exemplificar um anime que fez aquele elemento em específico de forma melhor, não vejo nada de errado nisso. Um exemplo que eu posso dar é ao comparar o elemento “mundo virtual” em Sword Art Online e em Log Horizon. Apesar de ser um grande fã de ambas as séries, me parece obvio que Log Horizon soube expor as mecânicas do mundo virtual melhor do que Sword Art Online, embora eu também veja que este encarou o assunto de forma bem mais realista do que aquele.

No final, na minha opinião, o mais importante de tudo é o respeito. Quando você for criticar algo, entenda que existem pessoas que gostam e apreciam aquela obra e que a irão defender, talvez até com um pouco de fanatismo, se virem a sua crítica como apenas ódio. E, verdade seja dita, se a sua crítica for mesmo apenas ódio, então era mesmo melhor que nem a tivesse dado. Mas se você tiver um ponto a ser feito, uma crítica construtiva a ser feita, então basta expor com respeito, argumentação e paciência. Pode não ser fácil, mas talvez ao menos evite discussões que te darão muito mais dor de cabeça do que apenas parar de ver aquele anime.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s